Saltar para o conteúdo principal da página

Muralhas da Praça de Almeida - detalhe

Designação

Designação

Muralhas da Praça de Almeida

Outras Designações / Pesquisas

Castelo e Fortaleza de Almeida (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Militar / Muralha

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Guarda / Almeida / Almeida

Endereço / Local

-- -
Almeida

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 28 536, DG, I Série, n.º 66, de 22-03-1938 (alterou a designação para "Muralhas da Praça de Almeida") (ver Decreto)
Decreto n.º 14 985, DG, I Série, n.º 28, de 3-02-1928 (classificou as "Muralhas do castelo de Almeida") (ver Decreto)

ZEP

Portaria de 11-01-1962, publicada no DG, II Série, n.º 97, de 24-04-1962 (sem restrições)

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Considerada a "(...) praça com mais forte originalidade no quadro da arquitectura seiscentista portuguesa (...)" (MOREIRA, 1986, p. 82), a fortaleza de Almeida foi mandada construir no período pós-Restauração por D. Álvaro de Abranches, general da província da Beira.
A edificação das muralhas iniciava-se em 1641, sendo o desenho do projecto atribuído a Pierre Gilles de Saint-Paul, inspirando-se na topologia da tratadística de Deville (Idem, ibidem). As obras ficaram a cargo do arquitecto David Álvares (ALVES, 2001, p. 64).
A fortaleza, edificada em volta do perímetro urbano de Almeida, apresenta uma planta em forma de hexágono cuja estrutura é composta por seis baluartes, cada um com denominação própria - São Francisco, São Pedro, Santo António, Nossa Senhora das Botas, Santa Bárbara e São João de Deus - que se ligam entre si pelas cortinas. Os revelins, colocados pontualmente na disposição dos panos da muralha, possuem também designações - Santo António, Paiol, Amores, Brecha, Cruz, Hospital de Sangue e Doble.
Uma vez que a praça forma uma cintura muralhada completa em torno da vila, a comunicação com o exterior é feita através dos portais de São Francisco e de Santo António, edificados cerca de 1645, que apresentam modelos de grande erudição, "(...) com o toque de fantasia maneirista dado pela colocação das guaritas sobre o eixo e o uso depurado das ordens e de um rusticado simples derivado das mais puras formas do classicismo francês." (MOREIRA, 1986, p. 72).
Devido às suas dimensões, a construção da Praça de Almeida prolongou-se até aos finais do século XVII, culminando em 1680. Em 1762, durante a Guerra dos Sete Anos, a vila foi cercada pelos exércitos espanhóis, pelo que foram executadas obras de revalorização da estrutura da fortaleza.
No entanto, a partir de 1776, a fortificação foi sendo progressivamente votada ao abandono, até que nos anos de 1807 e 1808 as tropas napoleónicas invadiram a praça. Em 1810, uma explosão no paiol levou à destruição de parte da fortaleza, e em 1812 iniciaram-se obras de renovação da sua estrutura. Tendo ainda funcionado como prisão política durante as lutas liberais, a Praça de Almeida deixava de exercer funções militares em definitivo no ano de 1927.
Catarina Oliveira
GIF/IPPAR/2006

Imagens

Bibliografia

Título

Os mais belos castelos e fortalezas de Portugal

Local

Lisboa

Data

1986

Autor(es)

GIL, Júlio, CABRITA, Augusto

Título

Dicionário Histórico e Documental dos Arquitectos, Engenheiros e Construtores Portugueses

Local

Lisboa

Data

1988

Autor(es)

VITERBO, Francisco M. de Sousa

Título

Castelos da Raia Vol. I: Beira

Local

Lisboa

Data

1996

Autor(es)

GOMES, Rita Costa

Título

Aspectos da evolução da arquitectura militar da Beira Interior, Beira Interior - História e Património, pp.215-238

Local

Guarda

Data

2000

Autor(es)

BARROCA, Mário Jorge

Título

Do rigor teórico à urgência prática: a arquitectura militar, História da Arte em Portugal, vol. 8

Local

Lisboa

Data

1986

Autor(es)

MOREIRA, Rafael

Título

O Limiar do Barroco

Local

-

Data

-

Autor(es)

-

Título

Fortaleza de Almeida

Local

Lisboa

Data

2001

Autor(es)

-

Título

Artistas e Artífices nas Dioceses de Viseu e Lamego

Local

Viseu

Data

2001

Autor(es)

ALVES, Alexandre

Título

Almeida - subsídios para a sua história

Local

Viseu

Data

1988

Autor(es)

CARVALHO, José Vilhena de

Título

As siglas medievais de Almeida, Beira Interior. História e Património, pp.315-330

Local

Guarda

Data

2000

Autor(es)

BORGES, Augusto Moutinho