Saltar para o conteúdo principal da página

Capela de São Pedro - detalhe

Designação

Designação

Capela de São Pedro

Outras Designações / Pesquisas

Capela de São Pedro (Seia) (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Guarda / Seia / Seia, São Romão e Lapa dos Dinheiros

Endereço / Local

- -
Seia

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 9 953, DG, I Série n.º 171, de 31-07-1924 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O primitivo templo de São Pedro de Seia terá sido edificado nos finais do século XII ou inícios do século XIII, e o espaço fronteiro à capela tornou-se posteriormente um dos pólos do comércio local, uma vez que a partir da centúria de Trezentos passou a realizar-se nesse espaço um mercado semanal.
No século XVI esta capela estava agregada ao Solar dos Botelhos, pelo que em 1542 o templo foi reconstruído por ordem de Aires Botelho, como atesta uma inscrição no portal principal.
A pequena igreja quinhentista desenvolve-se em planimetria quadrangular, estando a estrutura reforçada pela disposição de quatro contrafortes. Na fachada foi mantido o modelo de gosto românico no portal principal, embora seja evidente a sua remodelação, que lhe acrescentou uma arquivolta. Sobre a empena do frontispício foi colocada uma sineira.
Do lado esquerdo do portal principal foi gravado "ESTA CAPELA FEZ JOAO LOEZELLO", desconhecendo-se se esta referência é uma alusão ao primitivo instituidor da capela. No espaço fronteiro foi inscrito "ESTA CAPELA MANDOU FAZER AIRES BOTELHO DE NOVO PER A. BOTELHO SEU FILHO PERA ELE E SEUS DESCENDENTES NO ANO DE 1542".
O interior é um espaço único, sem capela-mor, coberto por abóbada estrelada, cujos fechos são decorados com a Cruz de Cristo, motivos zoomórficos e antropomórficos. Na parede do lado do Evangelho foram abertos dois arcosólios geminados, em arco abatido, que possivelmente albergavam túmulos. O altar-mor, elevado por um degrau que o diferencia do restante espaço, possui frontão revestido com azulejos de aresta hispano-mouriscos.
No século XIX o templo foi desafecto ao culto religioso, sendo posteriormente utilizado como um armazém. Somente em 1948 a Capela de São Pedro foi reaberta para cerimónias religiosas, passando a ser usada como capela mortuária a partir da década de 80 do século XX.
Catarina Oliveira
GIF/IPPAR/ 8 de Junho de 2006

Imagens

Bibliografia

Título

Portugal antigo e moderno: diccionario geographico, estatistico, chorographico, heraldico, archeologico, historico, biographico e etymologico de todas as cidades, villas e freguezias de Portugal e de grande numero de aldeias...

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, FERREIRA, Pedro Augusto

Título

Monografia da vila de Seia

Local

Seia

Data

1945

Autor(es)

BIGOTTE, José Quelhas

Título

Beira Alta : com um braço total à Serra da Estrela

Local

Lisboa

Data

1987

Autor(es)

RAPOSO, Francisco Hipólito