Saltar para o conteúdo principal da página

Ponte sobre o Rio Aguiar - detalhe

Designação

Designação

Ponte sobre o Rio Aguiar

Outras Designações / Pesquisas

Ponte de Escalhão (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Ponte

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Guarda / Figueira de Castelo Rodrigo / Castelo Rodrigo

Endereço / Local

- 100 m a jusante do ponto em que a EN 221, entre Figueira de Castelo Rodrigo e Escalhão, atravessa o rio
-

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 8 228, DG, I Série, n.º 133, de 4-07-1922 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Esta ponte situa-se sobre o rio Aguiar, afluente do Douro, entre a sede de freguesia de Escalhão e a respectiva sede de concelho, Figueira de Castelo Rodrigo.
Com o tempo o eixo viário a que pertencia perdeu importância ficando actualmente isolada no meio do campo, junto da qual se encontra um antigo lagar de azeite, um moinho e um estábulo.
É construída em alvenaria de cantaria de pedra granítica, disposta em fiadas pouco regulares que eventualmente evidenciam posterior reconstrução. Suportam-na dois arcos, desiguais, ligeiramente quebrados, com impostas salientes e aduelas estreitas e compridas. Possui, em ambos os lados do pilar central, dois talhamares, almofadados, aparentemente adossados. O seu tabuleiro é ligeiramente rampeado, fazendo cavalete sobre o arco central, encontrando-se pavimentado com lajes de pedra dispostas transversalmente. O mesmo é actualmente delimitado por guardas constituídas por duas fiadas de blocos paralelepípedos de granito, sendo na primeira os blocos bem espaçados para servirem de bueiros.
Passaria por aqui uma antiga via medieval de passagem dos peregrinos de Trás-os-Montes para Santiago de Compostela.
Quanto à cronologia deste imóvel, aponta-se para uma origem ou tradição construtiva romana, sendo posteriormente, no século XIV, refeita. (JAM)

Bibliografia

Título

Pontes Antigas Classificadas

Local

Lisboa

Data

1998

Autor(es)

RIBEIRO, Aníbal Soares