Saltar para o conteúdo principal da página

Residência senhorial dos Castelo Melhor - detalhe

Designação

Designação

Residência senhorial dos Castelo Melhor

Outras Designações / Pesquisas

Ruínas romanas de Santiago da Guarda / Paço dos Vasconcelos (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Palacete

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Leiria / Ansião / Santiago da Guarda

Endereço / Local

Largo da Igreja
Santiago da Guarda

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 95/78, DR, I Série, n.º 210, de 12-09-1978 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O Paço dos Vasconcelos é formado por dois núcleos distintos, correspondendo o primitivo à torre quadrangular edificada por Pero de Sousa Ribeiro no último quartel do século XV. Este torreão constitui um "(...) exemplo da continuidade construtiva de casas fortes em época bem tardia da Idade Média" (SILVA, 1995, p. 172).
A esta torre foi anexado um conjunto habitacional, construído cerca de 1544, que forma um quadrado e define, em conjunto com a torre, um pátio. Embora parte desta estrutura tenha sido alterada ao longo das centúrias seguintes, a organização "global" do paço manteve-se, determinando "(...) um edifício de alçado térreo e de planta verdadeiramente original, representativo de uma tipologia que, essencialmente adoptada em zonas rurais, se manteve nos séculos subsequentes." (Idem, ibidem, p. 173).
A parte nobre da casa corresponde ao corpo edificado mais tardiamente, sendo a única que tem aberturas tanto para o pátio como para o jardim da casa, tendo sido construído no seu interior o oratório privativo do paço.
No centro da fachada deste corpo foi aberta uma porta que dá acesso a uma câmara que funciona como "área de distribuição" dos acessos a todas as dependências interiores da casa, nomeadamente o salão nobre.
Outro elemento de destaque em toda a estrutura são as janelas de gosto manuelino, cuja "variedade e multiplicidade do recorte das suas vergas" introduzem nesta edificação de linhas simples e quase austeras "(...) a nota de requinte e de elegância festiva indispensável a um paço (...)" (Idem, ibidem, p. 174).
Catarina Oliveira
GIF/IPPAR/2006

Imagens

Bibliografia

Título

Solares Portugueses - Introdução ao Estudo da Casa Nobre

Local

Lisboa

Data

1969

Autor(es)

AZEVEDO, Carlos de

Título

Inventário Artístico de Portugal, vol. V (Distrito de Leiria)

Local

Lisboa

Data

1955

Autor(es)

SEQUEIRA, Gustavo de Matos

Título

Paços Medievais Portugueses

Local

Lisboa

Data

2002

Autor(es)

SILVA, José Custódio Vieira da