Saltar para o conteúdo principal da página

Capela de São Lourenço e Padrão de D. João I - detalhe

Designação

Designação

Capela de São Lourenço e Padrão de D. João I

Outras Designações / Pesquisas

Monumentos comemorativos da passagem das tropas portuguesas para a batalha de Aljubarrota (designação do diploma de 1921) / Capela de São Lourenço (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt) / Padrão de D. João I (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Santarém / Tomar / Tomar (São João Baptista) e Santa Maria dos Olivais

Endereço / Local

EN 110
Tomar

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 7 621, DG, I Série n.º 154, de 29-07-1921 (a capela passa a estar abrangida pela classificação) (ver Decreto)
Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (classificou o Padrão de D. João I) (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A Capela de São Lourenço foi fundada no primeiro quartel de Quinhentos por Aires de Quental, feitor-mor de D. Manuel. Segundo a tradição local, o padroado da capela foi atribuído a São Lourenço porque as tropas de D. João I e de Nuno Álvares Pereira se reuniram a 10 de Agosto de 1385, dia em que a Igreja comemora o martírio do santo, no terreiro onde está edificado o templo, seguindo depois para Aljubarrota.
A capela é um pequeno templo de planta rectangular antecedido por um alpendre e galilé, cujo interior coberto por tecto de madeira possui um altar decorado com um conjunto de azulejos hispano-árabes.
Numa das fachadas laterais foi colocado em 1948 um painel de azulejos evocativo da presença das tropas do Condestável em Tomar.
Junto ao templo foi edificado no reinado de D. João III um padrão comemorativo do encontro das tropas portuguesas a caminho de Aljubarrota. É constituído por uma coluna lisa que assenta sobre base toscana com capitel adornado por relevos de anjos com asas abertas e o escudo português. O conjunto é rematado por pináculo.
Catarina Oliveira
GIF/IPPAR/ 12 de Setembro de 2006

Imagens

Bibliografia

Título

História de Tomar

Local

Tomar

Data

1982

Autor(es)

ROSA, Amorim

Título

Inventário Artístico de Portugal, Distrito de Santarém

Local

Lisboa

Data

1949

Autor(es)

SEQUEIRA, Gustavo de Matos

Título

Tomar

Local

Lisboa

Data

1994

Autor(es)

FRANÇA, José-Augusto