Saltar para o conteúdo principal da página

Ponte de Serves - detalhe

Designação

Designação

Ponte de Serves

Outras Designações / Pesquisas

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Ponte

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Braga / Guimarães / Gondar

Endereço / Local

-- sobre o rio Ave
Lugar da Ponte de Serves

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 28 536, DG, I Série, n.º 66, de 22-3-1938 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A Ponte de Serves terá sido edificada no último quartel do século XII, conforme atesta a referência às obras de construção incluída no testamento de D. Fernando Martins, datado de 1185 (ALMEIDA, 1968, p. 194).
A ponte estende-se sobre o Rio Ave, permitindo a passagem entre os concelhos de Guimarães e Vila Nova de Famalicão. No século XVIII, as Memórias Paroquiais referiam que esta ponte como um ponto de passagem obrigatório entre quem circulava entre Guimarães e Famalicão, Barcelos e Vila do Conde, ou entre Penafiel e Braga, o que atesta a sua importância.
O tabuleiro da Ponte de Serves assenta sobre uma estrutura de quatro arcos de volta redonda, de diferentes dimensões. Entre os arcos centrais, os pilares são reforçados por talhamares triangulares.
A estrutura medieval foi profundamente alterada no século XX, com o reboco a cimento dos paramentos, novas aduelas nos arcos e guardas de ferro recentes.
Catarina Oliveira
DGPC/ Julho de 2012

Imagens

Bibliografia

Título

Vias Medievais. I Entre Douro e Minho

Local

Porto

Data

1968

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de

Título

Tesouros Artísticos de Portugal

Local

Lisboa

Data

1976

Autor(es)

ALMEIDA, José António Ferreira de