Saltar para o conteúdo principal da página

Arco Pequeno de Almedina - detalhe

Designação

Designação

Arco Pequeno de Almedina

Outras Designações / Pesquisas

Arco de Almedina / Cerca de Coimbra / Cerca urbana de Coimbra (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Militar / Muralha

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Coimbra / Coimbra / Coimbra (Sé Nova, Santa Cruz, Almedina e São Bartolomeu)

Endereço / Local

Rua do Quebra Costas
Coimbra

Rua Ferreira Borges
Coimbra

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 7 552-A, DG n.º 133, de 1-07-1921 (voltou a classificar como MN)
Portaria n.º 2 789, DG, I Série, n.º 121, de 16-06-1921 (classificou como MN) (ver Decreto)
Nota: ja anteriormente fazia parte da Cerca de Coimbra, designadamente o Arco de Almedina, classificada como MN pelo Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (ver ficha) (ver Decreto)

ZEP

Portaria de 25-06-1960, publicada no DG, II Série, n.º 153, de 2-07-1960 (sem restrições)

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
Integrado no perímetro de muralhas medievais da cidade de Coimbra, o Arco de Almedina, que se localiza na rua com o mesmo nome, era o ponto de acesso mais importante da urbe na Idade Média. O acesso ao arco faz-se, ainda hoje, pela Porta da Barbacã, edificada no período manuelino para reforçar a cerca.
Esta entrada é composta por um grande arco, que inicialmente foi edificado em forma de ferradura, mas que ao longo dos séculos foi desbastado nos saiméis laterais, o que lhe conferiu a atual feição, numa volta perfeita levemente quebrada. O arco forma um túnel, sendo protegido por uma imponente torre de planta quadrangular, construída sobre a passagem, que no topo exibe varandas alpendradas. Na face interior do túnel, o arco apresenta, sobre o extradorso, um baixo-relevo com a representação da Virgem com o Menino, atribuído a João de Ruão.
História
O Arco de Almedina integrava o sistema defensivo erguido em torno de Coimbra na Idade Média, constituindo a principal entrada na zona intra-muros. Este importante acesso era defendido pela torre construída sobre a sua passagem, cuja edificação primitiva é datada do século XI.
Ao longo dos séculos, o arco sofreu algumas alterações estruturais, as mais significativas nos reinados de D, Manuel I e de D. João III. Deste último data o baixo-relevo que decora o intradorso do arco, bem como a adaptação da torre a casa da Câmara.
Com a expansão do perímetro urbano, e a consequente perda das suas características defensivas, o Arco de Almedina e a sua torre foram reutilizados, desempenhando novas funções. Nos últimos anos do século XIX, funcionou no torreão a Escola Livre das Artes do Desenho, dirigida por António Augusto Gonçalves. Depois, o espaço recebeu o Arquivo Histórico Municipal. Atualmente, a torre alberga o Núcleo da Cidade Muralhada e Centro Interpretativo, onde se expõe a história da cidade e da sua muralha durante a Idade Média.
Catarina Oliveira
DGPC, 2016

Imagens

Bibliografia

Título

Terras da Moura encantada

Local

-

Data

1999

Autor(es)

MACIAS, Santiago, TORRES, Cláudio, GOMEZ, Susana

Título

Coimbra - guia para uma visita

Local

Coimbra

Data

2003

Autor(es)

DIAS, Pedro

Título

Coimbra e Região

Local

Lisboa

Data

1987

Autor(es)

BORGES, Nelson Correia

Título

Inventario Artistico de Portugal - Cidade de Coimbra.

Local

Lisboa

Data

1947

Autor(es)

GONCALVES, António Nogueira, CORREIA, Vergílio

Título

Projectos & Estaleiros, Conservação e Restauro do Arco Pequeno de Almedina, Porta de Barbacã, Pedra & Cal, n.º 27, Julho-Setembro, 2005, p. 32

Local

Lisboa

Data

2005

Autor(es)

VARANDAS, João