Saltar para o conteúdo principal da página

Dólmen da Capela de Nossa Senhora do Monte - detalhe

Designação

Designação

Dólmen da Capela de Nossa Senhora do Monte

Outras Designações / Pesquisas

Dólmen da Capela de Nossa Senhora do Monte(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Dolmen

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viseu / Penedono / Penela da Beira

Endereço / Local

EN 229, entre Penela e Paredes da Beira
-

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 44 075, DG, I Série, n.º 281, de 5-12-1961 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Na área conhecida por "Senhora do Monte", concelho de Penedono, foram identificados até ao momento diversos exemplares de monumentos sepulcrais megalíticos, evidenciando uma notória heterogeneidade em termos morfológicos e de implantação geográfica, ainda que pudessem ter coexistido e não derivassem, propriamente, de um processo evolutivo tout court, decorrendo, pelo contrário, "[...] de uma diferenciação social emergente no seio de comunidades ainda de raiz igualitária; e, neste sentido, o interesse do estudo do megalitismo poderá ser o de ter fossilizado, sob a forma de uma arquitectura da terra e da pedra, um processo capital de evolução estrutural da sociedade. (JORGE, S. O., 1990, pp. 134-135).
Não obstante, e em termos puramente morfológicos, poder-se-á enquadrar o "Dólmen da Capela de Nossa Senhora do Monte" num dos tipos sepulcrais sob tumulus propostos para o megalitismo da Beira Alta (Ibid.) e, mais propriamente, no segundo grande agrupamento apresentado por este esquema, onde se incluem os "[...] dólmens de câmara, em regra, poligonal, e corredor bem diferenciado (curto ou longo) [...]." (Id., Idem, p. 135), edificados grosso modo entre os finais do IV-inícios do III milénio a. C., coincidindo, por conseguinte, com o entendimento genérico de Neolítico final desta região, ainda que alguns exemplares tenham sido reutilizados até ao II milénio. Apesar desta tendência, encontramos estruturas dolménicas erguidas já em pleno Calcolítico.
Um exemplar que tem a peculiaridade de ter sido, certamente pelas dimensões monumentais que ostentava na origem, reconvertido nem capela cristã, em data ainda por assinalar, mas, muito provavelmente, durante a Idade Média.
Um fenómeno que, se não prima pela originalidade no actual território português (bastará, talvez, relembrar a "Anta de São Brissos"), destaca-se, sem dúvida, pela forma como foi concebido. Pois, em lugar de incorporar a preexistência, aproveitou-se parte da câmara sepulcral (com ca de três metros de diâmetro) para formar a capela-mor, destruindo-se, para o efeito, o imponente esteio de cabeceira do dólmen, que, a par de outros elementos, terá sido reaproveitado num alçado da capela, entretanto arruinada, fechando-se o primitivo acesso à galeria pelo longo corredor de seis metros de comprimento, primitivamente protegidos por uma mamoa - ou tumulus, da qual ainda subsistem alguns vestígios.
Uma solução que permitiu diferenciar a orientação da entrada (a Nascente, nos seus primórdios), ao mesmo tempo que reforçar o modo como algumas estruturas cultuais de origem remota foram reutilizadas ao longo dos tempos, num exercício de permanente ritualização de espaços sagrados, assim como de evidência material de novas fés. Este episódio integraria, deste modo, um fenómeno de todos os tempos e lugares: o reforço do poder temporal através da imposição de um novo poder espiritual.
[AMartins]

Bibliografia

Título

História do Bispado e Cidade de Lamego, vol. 4, Renascimento (II)

Local

Lamego

Data

1984

Autor(es)

COSTA, Manuel Gonçalves da

Título

A consolidação do sistema agro-pastoril, Nova História de Portugal

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

JORGE, Susana de Oliveira

Título

Roteiro Arqueológico de Concelho de Penedono

Local

Penedono

Data

1989

Autor(es)

CARVALHO, Pedro Manuel Sobral de

Título

Características predominantes do grupo dolménico da Beira Alta, Ethnos

Local

Lisboa

Data

1966

Autor(es)

MOITA, Irisalva Nóbrega

Título

A necrópole megalítica da Nossa Senhora do Monte (Penedono, Viseu), Estudos Pré-Históricos

Local

Viseu

Data

1995

Autor(es)

CARVALHO, Rogério Pires de, GOMES, Luís Filipe Coutinho