Saltar para o conteúdo principal da página

Pelourinho de Valença - detalhe

Designação

Designação

Pelourinho de Valença

Outras Designações / Pesquisas

Marco Miliário em Valença / Pelourinho de Valença(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Pelourinho

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viana do Castelo / Valença / Valença, Cristelo Covo e Arão

Endereço / Local

Rua José Rodrigues
Valença

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 23 122, DG, I Série, n.º 231, de 11-10-1933 (ver Decreto) Ver inventário elaborado pela ANBA

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A povoação de Valença, implantada sobre o rio Minho, e fronteira à historicamente importante cidade espanhola de Tuy, foi ponto fundamental de travessia ao longo da Idade Média, e praça forte de particular interesse estratégico. Também os peregrinos a Santiago de Compostela cruzavam o rio a partir do seu cais, tal como muito antes o haviam feito as populações romanizadas. De facto, o pelourinho de Valença é constituído por um marco miliário do imperador Tibério Cláudio, que assinalava a via romana ligando Braga a Tuy e Lugo, passando, entre outras localidades, por Prado, Ponte de Lima e Paredes de Coura (Via XIX Bracara / Lucus, conforme consta do Itinerarium Antonini).
Apesar da antiguidade do monólito, a sua utilização como pelourinho não está relacionada com qualquer das cartas de foral atribuídas a Valença, durante muito tempo conhecida por Contrasta, pela sua localização em oposição a Tuy. O primeiro foral foi outorgado no reinado de D. Sancho I, a par da ordem de povoamento da terra, e confirmado por D. Afonso II; seguiu-se-lhe novo foral, por D. Afonso III, utilizando-se já o topónimo de Valença (1262), e por fim o foral manuelino, de 1512. Não se conhece a existência de pelourinho anterior àquele aqui referido, erigido no século XVII, mediante o aproveitamento da peça romana. Este marco miliário, originalmente colocado no sítio de Arinhos, onde se fazia então a travessia, foi descoberto na década de oitenta do século XVII, e levado para a vila, onde fez as vezes de picota. Está presentemente levantado numa extremidade do adro da Igreja de Santo Estêvão, junto a um cruzeiro.
Trata-se de um marco miliário epigrafado, cilíndrico e monolítico, com cerca de 2 m de altura por 50 cm de diâmetro, de superfície lisa, à excepção da área epigrafada (sensivelmente no terço superior do monumento). A inscrição consta do seguinte texto: Ti CLAUDIUS, CAESAR, AUG. / GERMANICUS PONTIFEX / MAX. IMP.V. COS. III TRIB. / POTEST III P.P BRACA XLII, de tradução "O imperador Tibério Cláudio, césar augusto, máximo pontífice germânico, cinco vezes imperador, cônsul três, e três do poder tribunício, pai da pátria. Daqui a Braga 42 milhas". A distância a Braga é aqui dada em relação à cidade de Tuy, e é rigorosa. A referência à terceira detenção de poder tribunalício por parte do imperador permite datar a intervenção, neste troço da via, do ano 43 da nossa era (século I d.C.).
Neste contexto, será interessante referir ainda o vizinho Pelourinho de Bertiandos, em Ponte de Lima, que inclui na sua estrutura um marco miliário romano da mesma via romana. SML

Imagens

Bibliografia

Título

Miliários do Conventus Bracaraugustanus em Portugal. Reliquias d'epigraphia romana, transladadas dos proprios monumentos.

Local

Terras de Bouro (Câmara Municipal)

Data

1987

Autor(es)

CAPELA, Manuel José Martins

Título

O Minho Pitoresco

Local

Lisboa

Data

1887

Autor(es)

VIEIRA, José Augusto

Título

Alto Minho

Local

Lisboa

Data

1987

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de

Título

Pelourinhos Portugueses, Tentâmen de Inventário Geral

Local

Lisboa

Data

1997

Autor(es)

MALAFAIA, E. B. de Ataíde

Título

Miliários inéditos da via romana de Braga a Tuy : algumas considerações, Sep. Rev. Arquivo do Alto Minho, 24

Local

Braga

Data

1980

Autor(es)

SANTOS, Luciano A. dos

Título

A rede viária do conventus Bracaraugustanus : via Bracara Austuricam Quarta, Sep. Minia, 2ª Série, 3

Local

Braga

Data

1979

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Brochado de

Título

Pelourinhos do distrito de Viana do Castelo

Local

Viseu

Data

2001

Autor(es)

SOUSA, Júlio Rocha e