Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja de São Pedro de Rates - detalhe

Designação

Designação

Igreja de São Pedro de Rates

Outras Designações / Pesquisas

Igreja Paroquial de Rates / Igreja de São Pedro (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Porto / Póvoa de Varzim / Rates

Endereço / Local

E.M. 504
Lugar do Mosteiro

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A fase medieval do antigo mosteiro de Rates constitui um dos mais importantes capítulos da arte românica em Portugal. A sua importância na história monacal nacional, as relações que então estabeleceu com os poderes dirigentes e a relevância das formas arquitectónicas e escultóricas aqui empregues fazem deste monumento um verdadeiro caso de estudo, cujas conclusões ultrapassam, em muito, o mero conteúdo monográfico e reflectem-se em toda a produção românica do nascente reino de Portugal.
As suas origens antecedem, todavia, a nacionalidade. A lenda perpetuou a existência de um estabelecimento cristão patrocinado por São Pedro de Rates, mítico primeiro bispo de Braga, hipótese que, como foi demonstrado, remonta essencialmente ao século XVI (GOMES e CARNEIRO, 2003, p.218). Os vestígios materiais mais antigos identificados no local recuam à época romana, designadamente fragmentos de Sigillata Clara (REAL, 1982, p.9, nota 11), mas os elementos que podemos relacionar com a igreja datam já do período asturiano-leonês. A partir do estudo de Manuel Luís Real (1982, pp.7-12), foi possível concluir pela existência de uma fase construtiva verificada entre os finais do século IX e os inícios do seguinte, a que correspondem numerosos fragmentos, entre os quais aximezes, um capitel prismático vegetalista e um altar decorado com cruz. Nas recentes escavações, o conhecimento acerca do templo pré-românico alargou-se a outros elementos, casos de um aparente ante-corpo ocidental (GOMES e CARNEIRO, 2003, p.242), provável narthex do templo pré-românico. Nesta parte do edifício, foi encontrada uma estela romana, posteriormente cristianizada pelos séculos VI-VII (IDEM, p.255) e, ainda depois, reaproveitada na fase pré-românica.
O edifício de tradição asturiana foi totalmente substituído nas centúrias seguintes. Nos finais do século XI, o conde D. Henrique promoveu a renovação do templo, monumento de que restam também importantes vestígios, apesar de também profundamente alterado nos séculos XII e XIII,. "Em traços gerais, seria uma igreja com planta de três naves, cinco tramos e transepto. A cabeceira aproximava-se muito da actual. O mesmo se pode dizer da volumetria do edifício" (REAL, 1982, p.14).
A construção românica propriamente dita iniciou-se no segundo quartel do século XII. Ela desenvolveu-se ao longo de um século, com avanços e recuos próprios de um estaleiro de longa duração, cujos trabalhos entraram pelos conturbados tempos de finais do século XII. Graças aos estudos de Carlos Alberto Ferreira de Almeida (1975, 1978, 1986 e 2001), podemos equacionar a existência de três momentos da construção românica, os dois primeiros marcados por assinaláveis recursos, e a que se deve o essencial da construção (incluindo as fórmulas decorativas da cabeceira e portal lateral Sul). No período de crise do reinado de D. Sancho I, quando as fronteiras do reino se encurtaram perigosamente, o estaleiro perdeu fulgor e o programa construtivo e decorativo da fachada principal foi reduzido, reaproveitando-se aduelas concebidas para o portal nas arcadas das naves.
Os avanços e recuos das campanhas românicas conferem ao monumento um estatuto ímpar, multiplicando-se as influências estilísticas, de Braga, de Coimbra, de França (Borgonha), etc. O programa iconográfico do portal principal, apesar de drasticamente reduzido, é um dos mais completos do nosso românico. No tímpano, Cristo envolvido por mandorla, é ladeado por dois profetas que espezinham duas outras figuras, que Ferreira de Almeida entende representarem "sem dúvida, Judas e o herege Ario" (ALMEIDA, 2001, p.157). No portal lateral Sul, o tímpano é envolvido por um arco cairelado e ostenta um Agnus Deiacompanhado pelos símbolos dos Evangelistas.
Muitas transformações aconteceram ao longo da História do mosteiro, que haveriam de culminar com o restauro efectuado pela DGEMN, o qual logrou reconstituir a cabeceira original, tripartida, escalonada e de planta semicircular.
PAF

Imagens

Bibliografia

Título

As mais belas igrejas de Portugal, vol. I

Local

Lisboa

Data

1988

Autor(es)

GIL, Júlio

Título

O Românico português na perspectiva das relações internacionais, Românico em Portugal e na Galiza, pp.30-48

Local

Lisboa

Data

2001

Autor(es)

REAL, Manuel Luís

Título

Portugal roman, vol. I

Local

-

Data

1986

Autor(es)

GRAF, Gerhard N.

Título

História da Arte em Portugal - O Românico

Local

Lisboa

Data

2001

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de

Título

O Minho Pittoresco

Local

Lisboa

Data

1887

Autor(es)

VIEIRA, José Augusto

Título

O mundo românico (séculos XI-XIII), História da Arte Portuguesa, vol.1, Lisboa, Círculo de Leitores, 1995, pp.180-331

Local

Lisboa

Data

1995

Autor(es)

RODRIGUES, Jorge

Título

Arquitectura Românica de Entre Douro e Minho

Local

Porto

Data

1978

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de

Título

A organização do espaço arquitectónico entre beneditinos e agostinhos no século XII, Arqueologia, nº6, pp.118-132

Local

Porto

Data

1982

Autor(es)

REAL, Manuel Luís

Título

O Românico condal em São Pedro de Rates e as transformações beneditinas do séc. XII, Boletim Cultural da Póvoa do Varzim, vol. XXI, nº1, pp.5-75

Local

Póvoa do Varzim

Data

1982

Autor(es)

REAL, Manuel Luís

Título

Contribuição para o estudo dos testemunhos pré-românicos de Entre-Douro-e-Minho ajimezes, gelosias e modilhões de rolos, Actas do Congresso Internacional, IX Centenário da Dedicação da Sé de Braga, Vol. I, pp.101-145

Local

Braga

Data

1990

Autor(es)

BARROCA, Mário Jorge

Título

Epigrafia medieval portuguesa (862-1422)

Local

Lisboa

Data

2000

Autor(es)

BARROCA, Mário Jorge

Título

História da Arte em Portugal, vol. 3 (o Românico)

Local

Lisboa

Data

1986

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de

Título

A arte romanica em Portugal

Local

Porto

Data

1918

Autor(es)

VASCONCELOS, Joaquim de

Título

Da religiosidade indígena ao paleocristianismo, Opera Fidei - Obras de Fé num Museu de História. Arte Sacra do Arciprestado de Vila do Conde, pp.15-22

Local

Póvoa do Varzim

Data

2003

Autor(es)

SILVA, Armando Coelho Ferreira da, GOMES, José Manuel Flores

Título

A arqueologia medieval e moderna na região do Porto. Breve balanço e algumas reflexões críticas, Al-Madan

Local

Almada

Data

2000

Autor(es)

GOMES, Paulo José Antunes Dórdio, TEIXEIRA, Ricardo Jorge Coelho Marques Abrantes, SILVA, António Manuel S. P., RODRIGUES, Miguel Carlos Lopes Brandão Areosa

Título

São Pedro de Rates. Com uma introdução acerca da architectura romanica em Portugal

Local

Porto

Data

1908

Autor(es)

MONTEIRO, Manuel

Título

A Igreja de São Pedro de Rates, Boletim da DGEMN, nº23

Local

Lisboa

Data

1941

Autor(es)

-

Título

A igreja românica de São Pedro de Rates. Guia para visitantes

Local

Lisboa

Data

2000

Autor(es)

MATOS, A. Campos

Título

História de Rates. Antiga vila, concelho e couto do Mosteiro de São Pedro Mártir, primeiro prelado bracarense, 2ªed.

Local

Póvoa do Varzim

Data

1966

Autor(es)

LIMA, Baptista de

Título

A igreja românica de Rates (Póvoa do Varzim), Boletim Cultural. Póvoa do Varzim, vol.XIV, pp.5-27

Local

Póvoa do Varzim

Data

1975

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de

Título

As Visitações à Paróquia de S. Pedro de Rates, Boletim Cultural. Póvoa do Varzim, vol.XXXI, pp.211-252

Local

Póvoa do Varzim

Data

1994

Autor(es)

AMORIM, Manuel

Título

Origens do Christianismo na Peninsula Hispanica. A Villa de Rates, sua igreja e seu mosteiro

Local

Póvoa do Varzim

Data

1912

Autor(es)

FERREIRA, José Augusto

Título

Os túmulos de São Pedro de Rates, Comércio da Póvoa do Varzim, 1/03; 8/03; 15/03 e 27/03

Local

Póvoa do Varzim

Data

1947

Autor(es)

GONÇALVES, Flávio

Título

Escavações arqueológicas na área envolvente à Igreja de São Pedro de Rates. 1997-1998, Boletim Cultural. Póvoa do Varzim, vol. XXXVIII, pp.205-292

Local

Póvoa do Varzim

Data

2003

Autor(es)

GOMES, José Manuel Flores, CARNEIRO, Deolinda Maria Veloso

Título

A vila de Rates no tempo de Tomé de Sousa, Boletim Cultural. Póvoa do Varzim, vol. XXXVIII, pp.185-203

Local

Póvoa do Varzim

Data

2003

Autor(es)

AMORIM, Manuel