Saltar para o conteúdo principal da página

Castelo de Palmela - detalhe

Designação

Designação

Castelo de Palmela

Outras Designações / Pesquisas

Pousada Castelo de Palmela / Castelo e Fortaleza de Palmela (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Militar / Castelo

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Setúbal / Palmela / Palmela

Endereço / Local

Avenida D. Nuno Álvares Pereira
Palmela

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (ver Decreto)

ZEP

Portaria n.º 62/2010, DR, 2.ª Série, n.º 12, de 19-01-2010 (com ZNA) (fixou nova ZEP e revogou o diploma anterior) (ver Portaria)
Edital N.º 01/DP/07 de 20-03-2007 da CM de Palmela
Despacho de homologação de 26-02-2007 da Ministra da Cultura
Despacho de concordância de 18-07-2006 da vice-presidente do IPPAR
Parecer favorável de 28-06-2006 do Conselho Consultivo do IPPAR
Informação favorável de 25-11-2005 da DR de Lisboa
Nova proposta de alteração de 7-06-2005 da CM de Palmela
Poposta de alteração de 31-11-1999 da CM de Palmela, para corrigir os limites urbanos da mesma
Portaria n.º 944/85, DR, I Série, n.º 288, de 14-12-1985 (fixou a ZEP do Castelo de Palmela, da Igreja de Santiago e do Pelourinho de Palmela) (ver Portaria)
Edital de 22-02-1984 da CM de Palmela
Despacho de homologação de 17-05-1975 do do Secretário de Estado da Cultura e Educação Permanente
Parecer favorável de 2-05-1975 da 4.ª Subsecção da 2.ª Secção da JNE
Em 22-03-1975 a DGEMN enviou a planta retificada, de acordo com o parecer da JNE
Despacho de homologação de 24-01-1975 do Secretário de Estado da Cultura e Educação Permanente
Parecer de 24-01-1975 da 4.ª Subsecção da 2.ª Secção da JNE a propor a alteração da ZEP proposta
Proposta de 7-12-1974 da DGEMN

Zona "non aedificandi"

Portaria n.º 62/2010, DR, 2.ª, n.º 12, de 19-01-2010
Portaria n.º 944/85, DR, I Série, n.º 288, de 14-12-1985

Abrangido em ZEP ou ZP

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O conhecimento que, na actualidade, possuímos a respeito do castelo de Palmela (graças a quase década e meia de intervenções arqueológicas) é muito diferente do que há alguns anos fazia história. Sede da Ordem de Santiago na Baixa Idade Média, e ponto fundamental na história militar do reino de Portugal, sabe-se, hoje, que a sua relevância no contexto regional é bem mais antiga, recuando ao período romano (FERNANDES, 2004, p.357). A partir desse momento fundacional, testemunhado por espólio cerâmico (IDEM, p.147), não mais parece ter havido interrupção de povoamento. No período visigótico, voltamos a encontrar elementos cerâmicos de transição (com paralelos em outros pontos da península) e dois capitéis que, apesar de resgatados em contextos islâmicos dos séculos IX-X, é de admitir que possam pertencer aos séculos de domínio visigótico ou, em alternativa, a comunidades moçárabes (IDEM, p.221), facto que, a confirmar-se, viria trazer novos dados sobre a permanência cristã no local até cronologias muito tardias, eventualmente em ligação com o próprio poder emiral.
A época islâmica encontra-se, hoje, sobejamente documentada. Nas chamadas galerias (sector nascente), apesar das escassas dimensões das salas, foi possível confirmar "uma intensa continuidade ocupacional do sítio durante todo o período da presença islâmica", reveladora de múltiplas remodelações num espaço habitacional ligado à muralha Norte do recinto (IDEM, p.103). Os testemunhos mais antigos pertencem aos séculos VIII/IX (IDEM, p.104), o que demonstra a importância do castelo logo na primeira fase de domínio islâmico na península.
Apesar do imenso espólio cerâmico resgatado, e de outros materiais provenientes de construções, a evolução do espaço fortificado é ainda motivo de debate. De acordo com as conclusões de Isabel Cristina Fernandes, que temos vindo a seguir, a primitiva estrutura militar islâmica situava-se na secção nascente do actual castelo, adaptando-se às condicionantes do terreno e desenvolvendo-se em planta rectangular ligeiramente em semi-círculo, tendo o acesso pelo lado ocidental. Numa segunda fase, que se pode considerar entre os séculos X e XII, o espaço fortificado ampliou-se extraordinariamente, passando a abranger o núcleo central e ocidental do actual castelo. Datará desse período a construção do poço-cisterna (posteriormente integrado na igreja de Santa Maria), e da porta em cotovelo do lado Norte, ainda hoje a entrada principal no recinto.
Em 1147, Palmela passou a ser controlada pelas forças cristãs. No entanto, até à conquista definitiva de Alcácer do Sal, já no século XIII, a região (e em particular o curso do rio Sado) esteve sujeita aos ataques islâmicos. Alguns estratos arqueológicos do século XII revelam níveis de destruição que "deverão corresponder ao (...) arrasamento do castelo por Ya'qub al-Mansur em 1191 (IDEM, p.261). Em 1186, o castelo havia sido doado à Ordem de Santiago, que terá sido o primeiro estabelecimento dos freires, antes de estabelecerem sede em Santos-o-Velho, na cidade de Lisboa (IDEM, p.287).
Ao longo da Baixa Idade Média, o conjunto teve várias obras, entre as quais se contam a reconstrução / reformulação santiaguista (provavelmente na viragem para o século XIII), em que se incluirão algumas torres (IDEM, p.244). Posteriormente, provavelmente em época dionisina, ter-se-á construído a torre de menagem, vincadamente gótica e protegendo a entrada principal no reduto (IDEM, p.253). No século XV, a instalação definitiva da Ordem em Palmela motivou grandes obras, em particular no sector ocidental, onde se construíram a Igreja de Santiago e o convento. Este último espaço, foi transformado, na década de 70 do século XX, em pousada e mais recentemente, ao abrigo do projecto de animação e dinamização do castelo de Palmela, iniciaram-se as escavações arqueológicas e transformaram-se alguns espaços em salas museológicas e áreas de serviço e de comércio.
PAF

Imagens

Bibliografia

Título

Noticia dos monumentos nacionaes e edificios e logares notaveis do concelho de Setubal

Local

-

Data

1882

Autor(es)

PORTELA, Manuel Maria

Título

Os castelos portugueses dos finais da Idade Média: presença, perfil, conservação, vigilância e comando

Local

Coimbra

Data

1999

Autor(es)

MONTEIRO, João Gouveia

Título

Manuelino. À descoberta da arte do tempo de D. Manuel I

Local

Lisboa

Data

2002

Autor(es)

DIAS, Pedro

Título

Castelos Portugueses

Local

Lisboa

Data

2002

Autor(es)

MONTEIRO, João Gouveia, PONTES, Maria Leonor

Título

A Ordem de Santiago em Portugal na Baixa Idade Média, Dissertação de Mestrado apresentada à Faculdade de Letras da Universidade do Porto

Local

Porto

Data

1989

Autor(es)

BARBOSA, Isabel Lago

Título

O castelo de Palmela na História, Livro Comemorativo do Duplo Centenário da Fundação e Restauração de Portugal no Concelho de Palmela (1140-1640-1940), pp.15-25

Local

Palmela

Data

1940

Autor(es)

CHAVES, Luís

Título

Digressões à volta do nome de Palmela, Jornadas de Divulgação e Análise do Passado de Palmela, pp.37-49

Local

Palmela

Data

1988

Autor(es)

FORTUNA, António Matos

Título

Notas de uma visita ao castelo de Palmela e seu convento

Local

Setúbal

Data

1959

Autor(es)

LANDEIRO, José Manuel

Título

As inscrições do Castelo de Palmela, Revista de Arqueologia, vol. III, separata, pp.3-14

Local

Lisboa

Data

1937

Autor(es)

SOUSA, J. M. Cordeiro de

Título

O Castelo de Palmela. Do islâmico ao cristão

Local

Palmela

Data

2004

Autor(es)

FERNANDES, Isabel Cristina Ferreira

Título

Castelos da Ordem de Santiago: a região do Sado, Actas do 3º Congresso de Arqueologia Peninsular, vol. VII, pp.169-186

Local

Vila Real

Data

2000

Autor(es)

FERNANDES, Isabel Cristina Ferreira

Título

O Castelo de Palmela: herança islâmica e domínio da Ordem de Santiago, Actas do Simpósio Internacional sobre Castelos. Mil anos de Fortificações na Península Ibérica e no Magreb (500-1500), pp.571-578

Local

Palmela

Data

2002

Autor(es)

FERNANDES, Isabel Cristina Ferreira

Título

Revestimentos e decoração em cerâmica islâmica de Palmela - Portugal, VII Congrès International sur la Céramique Médiévale en Méditerranée (1999), pp.639-652

Local

Tessalónica

Data

2003

Autor(es)

FERNANDES, Isabel Cristina Ferreira

Título

Aspectos da Litoralidade do Gharb al-Andalus. Os portos do baixo Tejo e do baixo Sado, Colóquio Portos Medievais do Mediterrâneo

Local

-

Data

2001

Autor(es)

FERNANDES, Isabel Cristina Ferreira

Título

Abordagem arqueológica da Palmela Medieval Cristã, Arqueologia Medieval, nº5, pp.221-241

Local

Porto

Data

1997

Autor(es)

CARVALHO, António Rafael, FERNANDES, Isabel Cristina Ferreira

Título

Igreja de Santa Maria, Castelo, +Museu, nº1, Maio, pp.7-8

Local

Palmela

Data

2004

Autor(es)

FERNANDES, Isabel Cristina Ferreira

Título

O castelo e a Ordem de Santiago na história de Palmela, catálogo de exposição

Local

Palmela

Data

1990

Autor(es)

PEREIRA, Fernando António Baptista

Título

Monografia de Palmela

Local

Palmela

Data

1982

Autor(es)

FORTUNA, António Matos

Título

Uma taça islâmica com decoração antropomórfica proveniente do Castelo de Palmela, Arqueologia Medieval, nº6

Local

Porto

Data

1999

Autor(es)

FERNANDES, Isabel Cristina Ferreira

Título

Cerâmicas muçulmanas do Castelo de Palmela, Actas do VI Congrès International sur la Céramique Médievale en Méditerranée, pp.327-336

Local

Aix-en-Provence

Data

1997

Autor(es)

CARVALHO, António Rafael, FERNANDES, Isabel Cristina Ferreira

Título

A península de Setúbal em época islâmica, Arqueologia Medieval, nº7, pp.185-196

Local

Porto

Data

2001

Autor(es)

FERNANDES, Isabel Cristina Ferreira

Título

Palmela: programa de recuperação e animação do Castelo e intervenção arqueológica, Al-Madan, 2ª Série, nº2, pp.134-135

Local

Almada

Data

1993

Autor(es)

FERNANDES, Isabel Cristina Ferreira

Título

Arqueologia em Palmela (1988-1992), Catálogo da Exposição

Local

Palmela

Data

1993

Autor(es)

CARVALHO, António Rafael, FERNANDES, Isabel Cristina Ferreira

Título

Conjuntos cerâmicos pós-medievais de Palmela, Actas das 2ªs Jornadas de Cerâmica Medieval e Pós Medieval. Métodos e resultados para o seu estudo, pp.211-255

Local

Tondela

Data

1998

Autor(es)

CARVALHO, António Rafael, FERNANDES, Isabel Cristina Ferreira

Título

La Défense côtière à l'époque musulmane: l'example de la presqu'île de Setúbal, Archéologie Islamique, nº8-9, pp.67-94

Local

Paris

Data

1999

Autor(es)

FERNANDES, Isabel Cristina Ferreira, PICARD, Christophe