Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja matriz de Mértola - detalhe

Designação

Designação

Igreja matriz de Mértola

Outras Designações / Pesquisas

Igreja de Nossa Senhora da Anunciação, matriz de Mértola / Igreja Paroquial de Mértola / Igreja de Nossa Senhora da Assunção (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

Itinerários Arqueológicos do Alentejo e Algarve

Localização

Divisão Administrativa

Beja / Mértola / Mértola

Endereço / Local

Rua da Igreja
Mértola

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (ver Decreto)

ZEP

Portaria de 16-01-1970, publicada no DG, II Série, n.º 37, de 13-02-1970 (sem restrições) (ZEP do castelo e Igreja matriz de Mértola)

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A antiga mesquita de Mértola, o mais emblemático monumento da cidade, foi construída na segunda metade do século XII, numa zona onde se pensa ter existido um conjunto palatino desde a Antiguidade Tardia. Na edificação, foram vários os elementos reaproveitados de edifícios anteriores, como parte de uma arquitrave e diversos fragmentos de inscrições romanas, do século II. Para além disso, a actual igreja ainda conserva dois capitéis coríntios datáveis do século IX (TORRES e MACIAS, 2002, p.16) e, nas imediações, identificaram-se peças datáveis da época visigótica, o que reforça o estatuto deste local como um dos mais importantes no perímetro citadino ao longo dos tempos.
A mesquita era ligeiramente maior que a actual igreja, na medida em que possuía seis tramos (e não os 4 de hoje), suportados por vinte colunas (actualmente existem 12). Planimetricamente, tinha uma estrutura em "T", sendo mais amplas as naves central e a que se implantava junto da qibla, disposição espacial que foi já entendida como o resultado de uma inspiração directa em modelos marroquinos contemporâneos, com particular destaque para a mesquita de Tinmal (1153-54) (IDEM, p.21). O tecto era de madeira policromada (totalmente suprimido no século XVI) e sobre ele descarregava uma curiosa cobertura, composta por "cinco telhados de duas águas que cobriam cada uma das naves" (IDEM, p.23), e que foi ainda desenhada por Duarte d'Armas em 1509.
Desconhece-se a forma e localização do pátio anexo, mas é de presumir que se situasse a Nordeste, em cuja parede se abrem três portas de arco em ferradura inscrito em alfiz (descentradas em relação ao ritmo homogéneo dos tramos). No muro da qibla, a nascente do mirhab, situava-se uma quarta porta, de feição idêntica às anteriores. Ainda no exterior localizava-se o alminar, também desenhado por Duarte d'Armas, poderosa torre no prolongamento da nave central, elevada a c. de 15 metros de altura e que era decorada com duas séries de arcarias cegas (IDEM, p.31). De volta ao interior, sobressai o mirhab, por possuir ainda uma decoração em gesso. Ele só foi descoberto no restauro dos anos 40 do século XX, facto que ajudou a conservar o revestimento, composto por "três arcos cegos polilobados rematados por uma cornija" (IDEM, p.29).
A mesquita aljama de Mértola, tal como outros templos islâmicos peninsulares, foi transformada em igreja após a reconquista, mas as grandes obras de remodelação, ao contrário do que foi frequente, não se realizaram imediatamente e foi necessário esperar por 1532 para que tivessem lugar.
O conhecimento destas transformações devemo-lo às Visitações ordenadas pela Ordem de Santiago, nos finais do século XV e primeira metade da centúria seguinte. Por elas ficamos a saber da relação de trabalhos efectuados, desde retábulos e pinturas murais à edificação da sacristia ou à redefinição do próprio espaço. Coube, todavia, ao comendador D. João de Mascarenhas (de quem ficou a memória numa mísula que contem um busto humano e uma cartela com a inscrição IOANE) a iniciativa de actualização do templo, ao que tudo indica a sua propya custa. Da empreitada então executada, conta-se a redução de seis tramos para quatro, a construção de um novo portal principal e a redefinição da cobertura, que obrigou também à substituição de capitéis do interior (BOIÇA e BARROS, 2001, p.45).
No plano estrutural, o telhado passou a ser duas águas e o portal, já renascentista e executado apenas nos meados do século, foi encomendado a André Pilarte, importante arquitecto sediado em Tavira e com ampla obra no Sotavento algarvio. No interior, contudo, foi ainda o vocabulário manuelino que triunfou, em capitéis e bocetes vegetalistas de grande qualidade, onde descarregam as abóbadas de cruzaria de ogivas dos tramos. Múltiplas obras menores sucederam-se nos séculos seguintes, mas não foram suficientes para alterar a exótica fisionomia almóada-manuelina do monumento.
PAF

Imagens

Bibliografia

Título

Terras da Moura encantada

Local

-

Data

1999

Autor(es)

MACIAS, Santiago, TORRES, Cláudio, GOMEZ, Susana

Título

A arquitectura religiosa do Algarve de 1520 a 1600

Local

Lisboa

Data

1987

Autor(es)

CORREIA, José Eduardo Horta

Título

O Estilo Manuelino

Local

Lisboa

Data

1952

Autor(es)

SANTOS, Reinaldo dos

Título

A arte islâmica no Ocidente Andaluz, História da Arte Portuguesa, vol.1, Lisboa, Círculo de Leitores, 1995, pp.150-177

Local

Lisboa

Data

1995

Autor(es)

MACIAS, Santiago, TORRES, Cláudio

Título

Memoria das antiguidades de Mertola (1880). ed. facsimilada

Local

Lisboa

Data

1980

Autor(es)

VEIGA, Sebastião Filipe Martins Estácio da

Título

A Arquitectura Gótica em Portugal

Local

Lisboa

Data

1981

Autor(es)

CHICÓ, Mário Tavares

Título

O Tardo-Gótico em Portugal, a Arquitectura no Alentejo

Local

Lisboa

Data

1989

Autor(es)

SILVA, José Custódio Vieira da

Título

Arquitectura mudéjar portuguesa: tentativa de sistematização, Mare Liberum, nº8, pp.49-89

Local

Lisboa

Data

1994

Autor(es)

DIAS, Pedro

Título

História da Arte em Portugal, vol. 2 (Alta Idade Média)

Local

Lisboa

Data

1986

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de

Título

O legado islâmico em Portugal

Local

Lisboa

Data

1998

Autor(es)

MACIAS, Santiago, TORRES, Cláudio

Título

Mértola - vila museu

Local

Mértola

Data

1989

Autor(es)

TORRES, Cláudio, SILVA, Luís Alves da

Título

Museu de Mértola - I - Núcleo do Castelo (Catálogo)

Local

Mértola

Data

1991

Autor(es)

TORRES, Cláudio

Título

A cidade paleocristã de Mirtylis, IV Reunião de Arqueologia Cristã Hispânica, pp.263-266

Local

Barcelona

Data

1995

Autor(es)

TORRES, Cláudio

Título

Aspectos da arqueologia em Myrtilis, Arquivo de Beja, vol. 13, nº1-4, pp.21-104

Local

Beja

Data

1956

Autor(es)

ALVES, Luís Fernando Delgado

Título

À descoberta de Mértola. Os caminhos do tempo e da terra

Local

Mértola

Data

1993

Autor(es)

OLIVEIRA, Rosário, REVEZ, Jorge, ABRANCHES, Filipe, TORRES, Nádia, PALMA, Odete, AIVECA, Gabriela

Título

As Comendas de Mértola e Alcaria Ruiva. As Visitações e os Tombos da Ordem de Santiago (1482-1607)

Local

Mértola

Data

1996

Autor(es)

BARROS, Maria de Fátima Rombouts, BOIÇA, Joaquim Manuel Ferreira

Título

As terras, as serras, os rios. As Memórias Paroquiais de Mértola no ano de 1758

Local

Mértola

Data

1995

Autor(es)

BARROS, Maria de Fátima Rombouts, BOIÇA, Joaquim Manuel Ferreira

Título

Imaginária de Mértola. Tempos, espaços e representações

Local

Mértola

Data

1998

Autor(es)

BOIÇA, Joaquim Manuel Ferreira

Título

Mértola

Local

Mértola

Data

1997

Autor(es)

-

Título

Mertole almoravide et almohade

Local

Marrocos

Data

1988

Autor(es)

TORRES, Cláudio

Título

Subsídios para o Património HIstórico e Cultural do concelho de Mértola

Local

Mértola

Data

1997

Autor(es)

ELIAS, Mário

Título

A mesquita de Mértola, Mértola. Mesquita \ Igreja Matriz, pp.9-33

Local

Mértola

Data

2002

Autor(es)

MACIAS, Santiago, TORRES, Cláudio

Título

A Igreja Matriz de Mértola, Mértola. Mesquita \ Igreja Matriz, pp.35-92

Local

Mértola

Data

2002

Autor(es)

BARROS, Maria de Fátima Rombouts, BOIÇA, Joaquim Manuel Ferreira

Título

A mesquita - igreja de Mértola, Ordens Militares: guerra, religião, poder e cultura, vol. 2, separata

Local

Palmela

Data

1999

Autor(es)

BARROS, Maria de Fátima Rombouts, BOIÇA, Joaquim Manuel Ferreira

Título

Igreja Matriz de Mértola. Boletim da DGEMN, nº71

Local

Lisboa

Data

1953

Autor(es)

-

Título

La mezquita de Mértola, Cuadernos de la Alhambra, nº9

Local

Granada

Data

1973

Autor(es)

EWERT, Christian

Título

A arquitectura manuelina

Local

Vila Nova de Gaia

Data

2009

Autor(es)

DIAS, Pedro

Título

Mesquita Igreja de Mértola

Local

Mértola

Data

2011

Autor(es)

BARROS, Maria de Fátima Rombouts