Saltar para o conteúdo principal da página

Ascensor da Bica e meio urbano que o envolve - detalhe

Designação

Designação

Ascensor da Bica e meio urbano que o envolve

Outras Designações / Pesquisas

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Ascensor

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / Misericórdia

Endereço / Local

Rua de São Paulo
Lisboa

Número de Polícia: 234

Rua da Bica Duarte Belo
Lisboa

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 5/2002, DR, I Série-B. n.º 42, de 19-02-2002 (sem restrições) (ver Decreto)
Edital N.º 91/97 de 7-11-1997 da CM de Lisboa
Despacho de autorização de 9-04-1997 do Ministro da Cultura
Parecer de 11-03-1997 do Conselho Consultivo do IPPAR a propor a classificação do Ascensor da Bica e meio urbano que o envolve como MN
Parecer favorável de 7-10-1996 da CM de Lisboa
Proposta de 1-08-1995 da Companhia Carris de Ferro de Lisboa, SA para a classificação do Ascensor da Bica
Proposta de 9-04-1987 do IPPC para a classificação do Ascensor da Bica, que deverá contemplar a envolvente urbana onde se insere
Despacho de 20-12-1985 do presidente do IPPC a determinar a instrução do processo de classificação do elevador da Bica

ZEP

Declaração de rectificação n.º 874/2011, DR, 2.ª série, n.º 98, de 20-05-2011 (retificou para ZEP do Bairro Alto e imóveis classificados na sua envolvente) (ver Declaração)
Portaria n.º 398/2010, DR, 2.º série, n.º 112, de 11-06-2010 (sem restrições) (fixou a ZEP do Bairro Alto) (sem restrições) (ver Portaria)
Despacho de homologação de 11-11-2009 da Ministra da Cultura
Edital N.º 114/2009 de 22-12-2009 da CM de Lisboa
Parecer favorável de 23-04-2008 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P.
Nova proposta de 29-09-2005 da DR de Lisboa
Proposta de 22-02-2002 da DR de Lisboa para a ZEP Conjunta do Bairro Alto e Imóveis Classificados na sua Área Envolvente
Parecer favorável de 23-05-2008 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P.
Proposta de 29-09-2005 da DRC de Lisboa e Vale do Tejo

Zona "non aedificandi"

-

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Celebrado o contrato entre a Câmara Municipal de Lisboa e a "Nova Companhia dos Ascensores", da mesma cidade, em 1888, para instalação de um ascensor que ligasse a Rua de São Paulo ao Largo do Calhariz, o projecto foi entregue ao arq.º Raoul Mesnier du Ponsard.
Constituído por dois carros que sobem e descem alternada e simultaneamente ao longo de duas vias paralelas de carris de ferro, possui cabine tricompartimentada distribuída pelas áreas de condução e do público, na zona central do corpo, onde se encontram dois bancos fronteiros e corridos.
Enquanto que o seu acesso superior é efectuado por uma rampa de cinco degraus, ao nível do piso térreo ele é realizado mediante a transposição de um edifício de cinco andares, delimitado por cinco pilastras na sua fachada principal, com portas em ferro forjado.
Na zona interior de circulação das viaturas, observa-se todo um lambril revestido com azulejos.
[AMartins]

Imagens

Bibliografia

Título

Ascensores actuais, in Dicionário da História de Lisboa

Local

Lisboa

Data

1994

Autor(es)

ESTRELA, Edite