Saltar para o conteúdo principal da página

Via romana de Braga a Guimarães (2 marcos miliários, Série Capela) - detalhe

Designação

Designação

Via romana de Braga a Guimarães (2 marcos miliários, Série Capela)

Outras Designações / Pesquisas

Marcos Miliários na Estrada de Braga a Guimarães (Série Capela) (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Miliário

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Braga / Guimarães / Oliveira do Castelo, São Paio e São Sebastião

Endereço / Local

Museu da Sociedade Martins Sarmento
Guimarães

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A presente classificação reporta-se a dois marcos miliários romanos executados em granito, pertencentes à antiga via que ligava as localidades de Braga e Guimarães.
Oferecido, em 1907, ao Museu Martins Sarmento pela viúva do conhecido investigador bracarense Albano Belino (1863-1906) - que o encontrou na freguesia de Prado, em Braga -, o primeiro destes monumentos (correspondente ao n.º 77 do catálogo do referido museu) integraria a via Braga-Astorga, através de Ponte de Lima e Tui, e é constituído por um fragmento de um miliário do Imperador Tibério (14-37 d. C.), com cerca de 0,66 por 0, 62 cm e a seguinte inscrição observável à superfície:
[Ti(berius) Caesar Di]vi Aug(usti) f(ilius), Di[vi Iuli nepo]s Aug(usti), Pont(ifex) [Max(imus), im]p(erator) VIII Con[s(ul) V, Trib(unicia)] Potest(ate) [XXXIIII. Brac(ara) Aug(usta).... (milia passuum)].
Quanto ao segundo elemento, ele encontra-se representado por um fragmento de um miliário de Trajano (97-117 d.C.), com 1,76 por 0,40 cm de dimensão. Descoberto em 1885 numa das escadas do pátio da residência paroquial de S. Martinho de Sande, em Guimarães, este monumento foi ofertado ao mesmo espaço museológico vimarenense por intermédio de João M. de Sousa Machado e possui a seguinte epígrafe: [Imp(eratori) Caesari Ner]/v[ae Trai]ano/A[ug(usto) Ger]m(anico), Dac(ico)/P[ont(ifici) M]ax(imo) Trib(unitia)/P[ot(estate) VIII I]mp(eratori) IIII/C[ons(uli) V] P(atri) P(atriae),/....IIII.]. Este miliário faria de igual modo parte de uma via complementar da via XVII, Braga-Astorga, por intermédio de Chaves.
Ambos estes exemplares encontram-se depositados na Secção de Epigrafia Latina e de Escultura Antiga do Museu da Sociedade Martins Sarmento, onde podem ser analisados.
[AMartins]

Imagens

Bibliografia

Título

La Galice Romaine

Local

Paris

Data

1981

Autor(es)

TRANOY, Alain

Título

Catálogo do Museu Martins Sarmento. 1ª parte: Secção lapidar e de escultura

Local

Guimarães

Data

1935

Autor(es)

CARDOZO, Mário

Título

II. Inscriptiones Hispaniae Latinae, CIL Corpus Inscriptionum Latinarum

Local

Berlin

Data

1869

Autor(es)

HUBNER, Emil

Título

Milliarios do conventus bracarangustanus em Portugal

Local

Porto

Data

1895

Autor(es)

CAPELA, Manuel José Martins