Saltar para o conteúdo principal da página

Colégio de São Jerónimo - detalhe

Designação

Designação

Colégio de São Jerónimo

Outras Designações / Pesquisas

-

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Colégio

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Coimbra / Coimbra / Coimbra (Sé Nova, Santa Cruz, Almedina e São Bartolomeu)

Endereço / Local

Rua dos Estudos
Coimbra

Largo D. Dinis
Coimbra

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 5/2002, DR, I Série-B. n.º 42, de 19-02-2002 (ver Decreto)

ZEP

Despacho de 18-02-2010 do director do IGESPAR, I.P. a devolver o processo à DRC do Centro
Parecer de 20-01-2010 do Conselho Consultivo a propor que seja apresentada nova proposta
Proposta de 9-11-2009 da DRC do Centro para a ZEP dos imóveis classificados e em vias de classificação do Centro Histórico de Coimbra

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Em 1565 e sob a orientação de Diogo de Castilho (DIAS, 2003, p. 56) começava a ser construído o Colégio de São Jerónimo, em local próximo do complexo jesuítico da Alta de Coimbra. Este edifício acabou por sofrer fortes danos em consequência do Terramoto de 1755, o que explica a existência de arquitecturas claramente quinhentistas a par de outras barrocas, estas últimas resultantes das obras do período pós-terramoto. Mais tarde, e após a extinção das ordens religiosas, o antigo colégio foi entregue à Universidade, que aí instalou um hospital, em 1848. Esta reutilização obrigou a uma série de obras e intervenções de adaptação do espaço, que acabaram por o descaracterizar.
A igreja, dividida em diferentes salas, é bem um exemplo desta situação. Tal como a cerca onde se podem encontrar vestígios de um oratório do século XVI; o antigo refeitório, com elementos quinhentistas e barrocos; os restos de um altar do século XVI transformado em fonte; entre outros.
No conjunto do edifício destacam-se, no entanto, duas obras de grande relevância - o claustro quinhentista e a escadaria monumental bem característica do período barroco e um dos exemplares mais significativos existentes na região de Coimbra.
O claustro, de planta quadrada, desenvolve-se em dois andares, com colunas jónicas e abóbada esquartelada no primeiro. Uma tipologia que se inscreve na denominada "tipologia castilhiana", comum a outros claustros contemporâneos, nomeadamente os do Colégio do Carmo e de São Tomás (DIAS, 2003, p. 56).
Por sua vez, a escadaria monumental da entrada, de dois lanços, é rematada por balaustradas de secção quadrada e apresenta lambris de azulejos decorativos ou inspirados em gravuras holandesas. A meio do segundo lanço rasga-se um vão decorado com motivos concheados e o brasão da ordem (partido de Portugal e do leão de São Jerónimo) coroado pelo chapéu de quatro ordens de borlas, cruz de duas travessas, mitra e báculo (GONÇALVES, CORREIA, 1947).
Na fachada principal, de três registos, abre-se o portal, ladeado por duas colunas-hermes e rematado por frontão triangular interrompido, com as armas de Portugal. Uma janela oval com moldura preenchem o espaço lateral, enquanto que no segundo registo se observam três janelas de sacada, rematadas por frontão e com balaustradas de secção quadrada, a que correspondem, no registo superior, igual número de janelas.
Neste edifício funciona actualmente o Museu Académico de Coimbra, fundado em 1951, e aqui instalado desde 1987.
(Rosário Carvalho)

Imagens

Bibliografia

Título

"O outro lado da alta - projectos de reforma dos Hospitais da Universidade de Coimbra na segunda metade do século XIX, Monumentos"

Local

Lisboa

Data

-

Autor(es)

PROVIDÊNCIA, João Paulo

Título

"«Os colégios universitários na definição das tipologias dos claustros portugueses», Revista Monumentos"

Local

Lisboa

Data

1998

Autor(es)

CORREIA, José Eduardo Horta

Título

"Notas para o estudo do emprego das ordens clássicas nos claustros quinhentistas de Coimbra, Munda - Revista do Grupo de Arqueologia e Arte do Centro"

Local

-

Data

-

Autor(es)

-

Título

"Coimbra - guia para uma visita"

Local

Coimbra

Data

2003

Autor(es)

DIAS, Pedro

Título

"ESCADARIA, Dicionário de Arte Barroca em Portugal"

Local

Lisboa

Data

1989

Autor(es)

PIMENTEL, António Filipe

Título

"Inventário Artístico de Portugal - Aveiro, Beja, Coimbra, Évora, Leiria, Portalegre, Porto e Santarém"

Local

Lisboa

Data

2000

Autor(es)

SEQUEIRA, Gustavo de Matos

Título

"Património Edificado com Interesse Cultural - Concelho de Coimbra"

Local

Coimbra

Data

2009

Autor(es)

Câmara Municipal de Coimbra - Departamento de Cultura

Título

"A Arquitectura ao Romano"

Local

Vila Nova de Gaia

Data

2009

Autor(es)

CRAVEIRO, Maria de Lurdes