Saltar para o conteúdo principal da página

Pelourinho de Setúbal - detalhe

Designação

Designação

Pelourinho de Setúbal

Outras Designações / Pesquisas

Pelourinho de Setúbal (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Pelourinho

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Setúbal / Setúbal / Setúbal (São Julião, Nossa Senhora da Anunciada e Santa Maria da Graça)

Endereço / Local

Praça Marquês de Pombal
Setúbal

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Localizado na Praça Marquês de Pombal, antiga Praça de São Pedro, e numa das zonas de expansão da cidade durante as épocas moderna e contemporânea, o pelourinho de Setúbal foi construído, originalmente, para a Praça da Ribeira (antigo Largo da Ribeira Velha), em pleno centro histórico setubalense, no coração do burgo medieval.
A sua construção deu-se numa data muito tardia, certamente para substituir o antigo símbolo de autoridade municipal com que as vilas e cidades do reino vinham materializando o seu estatuto, desde o século XV. Data do reinado de D. Maria I, numa cronologia já bem avançada no século XVIII e instituiu-se como um dos principais símbolos do governo do Duque de Aveiro, que então detinha os direitos sobre a cidade.
Ao longo desse século XVIII o pelourinho foi deslocado de local pelo menos duas vezes. Num primeiro momento, passou para o Largo defronte do Convento do Espírito Santo. Posteriormente, foi parcialmente enterrado, por prejudicar as corridas equestres que então ali se realizavam. Foi necessário esperar pelo ano de 1774 para que este monumentos adquirisse a forma que hoje observamos. Nessa data, por ordem do Marquês de Pombal, o pelourinho foi demolido, precisamente por representar a antiga autoridade do Duque de Aveiro. A coluna, sem dúvida o elemento de maior impacto e qualidade artística de todo o conjunto, foi reaproveitada na construção do actual pelourinho, obra do Engenheiro Cabedo, que aqui deixou também a sua marca.
A configuração actual do pelourinho de Setúbal revela a conjuntura em que foi criado, não apenas de um ponto de vista artístico, como também histórico, na medida em que o pedestal quadrangular, em que assenta o fuste da coluna, contem uma longa inscrição que contextualiza historicamente o monumento. Ao longo das suas quatro faces, refere-se que o pelourinho foi deslocado da Praça da Ribeira, em 1774; que o seu autor foi o Coronel de Regimento José Bruno de Cabedo, Inspector Geral das Obras Públicas de Setúbal; e que o promotor da obra foi a Câmara Municipal, quem custeou os encargos da sua execução.
Artisticamente, é uma peça cuidada. O pedestal, com a sua moldura superior delicada, revela um nítido gosto neo-clássico. A coluna, de mármore de veios negros, é um elemento de grande qualidade, pelo seu perfil delgado e bem proporcionado. É comum dizer-se que foi trazida das escavações das ruínas romanas de Tróia, patrocinadas por D. Maria, mas tal informação dificilmente corresponderá à verdade. Superiormente, um capitel de decoração vegetalista, tipologicamente coríntio, coroa o monumento, a que se sobrepôs, em data incerta, um elemento de ferro. A altura e dignidade cenográfica do conjunto é ainda reforçada pelo embasamento de dois degraus em que assenta e que lhe conferem maior impacto visual na praça.
PAF

Imagens

Bibliografia

Título

Portugal antigo e moderno: diccionario geographico, estatistico, chorographico, heraldico, archeologico, historico, biographico e etymologico de todas as cidades, villas e freguezias de Portugal e de grande numero de aldeias...

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, FERREIRA, Pedro Augusto

Título

Guia de Portugal, Vol. I

Local

-

Data

1924

Autor(es)

PROENÇA, Raul

Título

Setúbal

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

SILVA, José Custódio Vieira da

Título

Os pelourinhos do Distrito de Setúbal, A Província, Montijo, 12 de Maio de 1955

Local

Montijo

Data

1955

Autor(es)

BONIFÁCIO, Luís