Saltar para o conteúdo principal da página

Anta da Venda do Duque - detalhe

Designação

Designação

Anta da Venda do Duque

Outras Designações / Pesquisas

Anta da Venda do Duque (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Anta

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Évora / Estremoz / Évoramonte

Endereço / Local

-- -
Vimieiro

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (ver Decreto)
Nota - no decreto de 1910 esta anta era localizada no concelho de Redondo

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Classificada como "Monumento Nacional" desde 1910, a "Anta da Venda do Duque" foi erguida entre o IV milénio a. C. e o III milénio a. C de modo relativamente isolado numa planície da bacia hidrográfica da Ribeira de Fargela, enquadrando-se cronologicamente no entendimento generalizado de "Megalitismo eborense", cujo exemplar mais notável é geralmente atribuído à "Anta Grande da Comenda da Igreja", localizada em Montemor-o-Novo.
Embora, em termos gerais, o monumento se apresente bastante deteriorado, são ainda visíveis, in situ, três dos esteios que comporiam originalmente a câmara funerária, ladeados de vários elementos pétreos, decerto resultantes dos sucessivos processos de limpeza executados ao longo dos tempos nos terrenos onde se encontra implantada a anta, não tendo sido identificados até ao momento quaisquer outros componentes que lhe possam ser eventualmente associados.
[AMartins]

Bibliografia

Título

Die Megalithgraber der Iberischen Halbinsel: der Westen, Madrider Forschungen

Local

Berlim

Data

1959

Autor(es)

LEISNER, Vera, LEISNER, Georg Klaus

Título

Descripção de alguns dolmens ou Antas de Portugal

Local

Lisboa

Data

1868

Autor(es)

COSTA, Francisco A. Pereira da