Saltar para o conteúdo principal da página

Construção conhecida por Piscina de D. Afonso Henriques - detalhe

Designação

Designação

Construção conhecida por Piscina de D. Afonso Henriques

Outras Designações

Piscina de D. Afonso Henriques
Caldas de Lafões
Banho
Termas Romanas de São Pedro do Sul

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Termas

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viseu / São Pedro do Sul / São Pedro do Sul, Várzea e Baiões

Endereço / Local

-- -
Antigas Caldas de Lafões

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 28 536, DG, I Série, n.º 66, de 22-03-1938 (ver Decreto)

ZEP

Parecer favorável de 11-06-2008 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P. (em vigor só após publicação no DR)
Proposta de 14-12-2007 da DRC do Centro

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Mais conhecida por "Banho", ou "Caldas de Lafões", esta construção localiza-se no epicentro das actuais Termas de São Pedro do Sul, cujas nascentes de água se situam na margem esquerda do rio Vouga.
Conhecido desde longa data, o sítio motivou especial interesse de estudiodos locais numa época em que tomavam maior feição e força no âmbito das análises históricas, artísticas e arqueológicas conduzidas um pouco por todo o território português, não poucas vezes patrocinadas por associações de índole local e/ou regional, à semelhança de todo um movimento registado no restante continente europeu desde, pelo menos, o dealbar do século XIX. Não surpreende, por conseguinte, que aquele que poderá ser considerado como o primeiro grande estudo sobre o assunto viesse a lume ainda em finais da mesma centúria, por mão do escritor e periodista Joaquim Augusto de Oliveira Mascarenhas (1847-1918), numa época particularmente pontuada pela frequência termal, não apenas na sequência das mais recentes descobertas científicas no domínio da Medicina, como na esteira das práticas nobiliárquicas e da alta burguesia observadas além-fronteiras.
Constituindo um dos complexos termais de origem romana mais bem conservados dos existentes no actual território nacional, as termas de São Pedro do Sul (possivelmente correspondendo à romana Aquae Sulis, evocativa de Sulis, deusa da Cura relacionada com as fontes de água quente) ostentam uma monumentalidade compreensível à luz, tanto da qualidade das nascentes de águas sulfurosas e radioactivas (DIONÍSIO, Sant'Ana, 1984, p. 757), quanto da posição que deteria no sistema de rede viária. "[...] e se o sítio das termas não corresponde a um aglomerado urbano, este poderá ter sido o vizinho castro do Banho, distante escassas centenas de metros." (ALARCÃO, Jorge, 1990, p. 380).
Entretanto, a designação de "Piscina de D. Afonso Henriques" (assente em estruturas romanas preexistentes) relacionar-se-á com uma certa tradição secular, segundo a qual o monarca teria frequentado as termas pelas capacidades das suas águas, neste caso essenciais à cura do sofrimento que lhe causava a fractura sofrida após a retirada precipitada da malograda Batalha de Badajoz. A excelência termal revelou-se, em todo o caso, suficiente para que a estância fosse frequentada por outros soberanos portugueses, a exemplo de D. Manuel I (1469- 1521), o Venturoso. Mas foi também o caso da Rainha D. Amélia (1865-1951), já em finais de oitocentos, razão pela qual as termas ficariam conhecidas por "Caldas da Rainhas", pelo menos até 1910, ano da implantação da República (DIONÍSIO, Sant'Ana, Idem, p. 758).
O interesse arqueológico pelo sítio teve sobretudo lugar a partir de meados dos anos cinquenta do século passado, por mão de Fernando Russell Cortez, que veio a ser director do Museu de Grão Vasco, em Viseu.
As escavações foram retomadas volvidas três décadas, decorrendo essencialmente ao longo da segunda metade dos anos oitenta.
As investigações então conduzidas determinaram que a piscina romana fora revestida a opus signinum, correspondendo, muito provavelmente, à zona de banhos frios - frigidarium -, uma vez que parece encontrar-se destituída de vestígios da cobertura essencial no caso de se tratar da sala destinada à água tépida - tepidarium - ou quente - caldarium. É possível, no entanto, que se tratasse do natatio, tanque de grandes dimensões tradicionalmente rasgado a céu aberto, cujas águas eram, neste caso, escoadas para o rio Vouga através do esgoto ainda visível na actualidade.
A análise dos aparelhos utilizados no levantamento dos alçados permite apontar o princípio do século I d. C. para um primeiro momento construtivo, e finais do século I/inícios do II para um segundo momento, dos quais se podem ainda observar elementos tão característicos desta tipologia arqueológica, como fustes, capitéis e lápides epigrafadas.
[AMartins]

Imagens

Bibliografia

Título

"Guia de Portugal, Beira II - Beira Baixa e Beira Alta"

Local

Lisboa

Data

1984

Autor(es)

DIONÍSIO, Sant'Ana

Título

"O Reordenamento Territorial, Nova História de Portugal: Portugal das origens à romanização"

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

ALARCÃO, Jorge Manuel N. L.

Título

"300 Sítios arqueológicos visitáveis em Portugal, Al-madan"

Local

Almada

Data

2001

Autor(es)

RAPOSO, Jorge

Título

"Notícias Archeologicas Extrahidas do «Portugal Antigo e Moderno» de Pinho Leal, com algumas notas e indicações bibliographicas"

Local

Lisboa

Data

1903

Autor(es)

DIAS, Eduardo Rocha

Título

"Antiguidades Pré-históricas de Lafões. Contribuição para o estudo da Arqueologia de Portugal"

Local

Coimbra

Data

1921

Autor(es)

GIRÃO, Aristides de Amorim

Título

"A Arquitectura das Termas Romanas de São Pedro do Sul"

Local

São Pedro do Sul

Data

1993

Autor(es)

MOREIRA, José Beleza, FRADE, Maria Helena Simões

Título

"Memórias da Antiga Villa do Banho e Caldas de S. Pedro do Sul"

Local

Viseu

Data

1885

Autor(es)

MASCARENHAS, Augusto d' Oliveira

Título

"Thermas de S. Pedro do Sul (Caldas de Lafões)"

Local

Porto

Data

1930

Autor(es)

ALMEIDA, F. Ferreira

Título

"Antiguidades do banho de S. Pedro do Sul, Beira Alta"

Local

Viseu

Data

1949

Autor(es)

VALE, Alexandre de Lucena e

Título

"Arqueologia lafonense, Beira Alta"

Local

Viseu

Data

1958

Autor(es)

FIGUEIREDO, Cristóvão Moreira de

Título

"As termas de S. Pedro do Sul. Elementos para uma história, Beira Alta"

Local

Viseu

Data

1972

Autor(es)

SANTOS, Eduardo dos

Título

"Arqueologia Lafonense. Inscrições romanas do balneum de Lafões, Beira Alta"

Local

Viseu

Data

1959

Autor(es)

BRANDÃO, Domingos de Pinho

Título

"Subsídios para o estudo da viação romana das Beiras, Beira Alta"

Local

Viseu

Data

1952

Autor(es)

FIGUEIREDO, Cristóvão Moreira de