Saltar para o conteúdo principal da página

Trechos da cerca romana e árabe das muralhas de Évora: o arco de D. Isabel, a muralha posterior do passeio do Conde de Schomberg, a torre das Cinco Quinas, a muralha dos palácios dos Condes de Basto, as torres da Porta de Moura, (...) - detalhe

Designação

Designação

Trechos da cerca romana e árabe das muralhas de Évora: o arco de D. Isabel, a muralha posterior do passeio do Conde de Schomberg, a torre das Cinco Quinas, a muralha dos palácios dos Condes de Basto, as torres da Porta de Moura, (...)

Outras Designações / Pesquisas

(...), a muralha da Praça de Sertório, a muralha da igreja de São Bento, as toirres das Alcárcovas, de baixo e de cima / Muralhas e Fortificações de Évora / Sistema Fortificado de Évora (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Militar / Muralha

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Évora / Évora / Évora (São Mamede, Sé, São Pedro e Santo Antão)

Endereço / Local

Rua do Colégio (início do percurso)
Évora

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 8 229, DG, I Série, n.º 133, de 4-07-1922 (ver Decreto)
Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

Abrangido por conjunto inscrito na Lista do Património Mundial da UNESCO, que, ao abrigo do n.º 7 do art.º 15.º da Lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro, se encontra classificado como MN

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A primeira cerca de Évora data do período romano, mais concretamente do século III, altura em que se deram as mais importantes transformações civizacionais que conduziram à transformação do Império em Baixo Império. Nessa altura, o perímetro citadino foi diminuído, característica comum aos amuralhamentos deste período, destruindo-se partes consideráveis da estrutura urbana dos séculos I e II d. C. Depois de concluída, esta muralha abrangia uma área de c.10 ha e estendia-se por uma extensão de quase dois mil metros, circundando a parte mais alta da cidade onde hoje se situa a Sé Catedral. Deste período conservam-se testemunhos importantes, como a Porta de D. Isabel.
As informações que depois nos chegaram dos longos séculos que consituem a Alta Idade Média não permitem visualizar as mutações operadas no sistema defensivo da cidade. Por exemplo, a cerca antiga eborense é muitas vezes designada por muralha romano-goda, mas dos vários troços identificados, o que poderemos atribuir exactamente ao período de domínio visigótico? Não faltam elementos lendários desse passado bárbaro, como a Torre dita de Sisebuto (Torre quadrangular), um monarca visigótico, mas a verdade é que pouco ou nada poderemos saber até que se efectuem sondagens arqueológicas especificamente dirigidas para este problema.
Esta situação de atemporalidade das muralhas da cerca antiga de Évora alargam-se ao período de domínio islâmico. As dúvidas aqui, contudo, são até maiores, pois não é possível visualizar a cidade islâmica de Évora, às portas da Reconquista, com um perímetro tão pequeno, ainda que parte considerável da população estivesse concentrada nos arrabaldes extra-muros. Deste período deve datar a construção do castelo, hoje irremediavelmente transfigurado e arruinado na maioria das suas linhas. A profusão de troços ainda identificáveis na zona traseira da Sé do Templo de Diana assim o sugere, mas de novo aqui enfrentamos as dificuldades da não existência de dados confirmados arqueologicamente.
PAF

Imagens

Bibliografia

Título

El Recinto Mural Romano de Ebora Liberalitas Julia, Conímbriga

Local

-

Data

1971

Autor(es)

GARCIA y BELLIDO, António

Título

Muralhas de Évora, Actas das Jornadas Inter e Pluridisciplinares, Lisboa, Universidade Aberta, 1993/94

Local

-

Data

-

Autor(es)

BALESTEROS, Carmen, MIRA, Élia

Título

O recinto amuralhado de Évora

Local

-

Data

1996

Autor(es)

LIMA, Miguel Pedroso de

Título

Inventário Artístico de Portugal, vol. VII (Concelho de Évora - volume I)

Local

Lisboa

Data

1966

Autor(es)

ESPANCA, Túlio

Título

A gloriosa história dos mais belos castelos de Portugal

Local

Barcelos

Data

1969

Autor(es)

PERES, Damião

Título

Arranjo Paisagístico dos Espaços Exteriores às Muralhas de Évora. 2ª Fase Programa POLIS: Porta de Alconchel à Porta da Lagoa - Intervenção Arqueológica , A Cidade de Évora: Boletim de Cultura da Câmara Municipal (2ª Série), nº 8, 2009, pp. 11-50

Local

Évora

Data

2010

Autor(es)

DIAS, Susana José Gomes