Saltar para o conteúdo principal da página

Ponte antiga de Santo Adrião sobre o rio Tedo - detalhe

Designação

Designação

Ponte antiga de Santo Adrião sobre o rio Tedo

Outras Designações / Pesquisas

Ponte Antiga de Santo Adrião(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Ponte

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viseu / Armamar / Vila Seca e Santo Adrião

Endereço / Local

E.M. entre Santo Adrião e Tabuaço, sobre o rio Tejo
-

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 31/83, DR, I Série, n.º 106, de 9-05-1983 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Situada sobre o rio Tedo, afluente do Douro, aí limite geográfico dos concelhos de Tabuaço e Armamar, freguesia de Santo Adrião, acedendo-se-lhe através de uma estrada municipal (CM 1101) a partir da EN 313.
Refira-se que o topónimo Tedo deverá ter origem no nome de um guerreiro cristão que durante a reconquista teria exercido domínio dessas terras. Esta ponte é em alvenaria de cantaria de granito, bem aparelhada e regular, possuindo dois arcos de volta inteira com uma fiada de aduelas estreitas e compridas.
Nos arranques de cada arco existem quatro poisos, para assentar a estrutura do caixão cavados na fiada de aduelas correspondente ao diâmetro do arco, com forma de prisma triangular. Os dois talhamares também simétricos estão adossados ao pilar central, a montante e a jusante e apresentam a forma de prismas triangulares.
O seu tabuleiro rectilíneo é em cavalete pouco pronunciado sobre o arco da margem esquerda que se encontra protegido por guardas de cantaria de granito. Tem um pavimento reposto com grandes lajes de granito dispostas de forma irregular. O comprimento total da ponte é de 50m por 4m de largura.
Cronologicamente este imóvel deverá estar integrado no trajecto de uma antiga via romana que derivava da rota de Chaves para o Douro, para servir várias minas da região, sendo no entanto uma reconstrução do período Moderno.
[JAMarques]

Bibliografia

Título

Pontes Antigas Classificadas

Local

Lisboa

Data

1998

Autor(es)

RIBEIRO, Aníbal Soares