Saltar para o conteúdo principal da página

Ruínas de Tróia - detalhe

Designação

Designação

Ruínas de Tróia

Outras Designações / Pesquisas

Ruínas romanas de Tróia / Povoado romano de Tróia (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Conjunto

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Setúbal / Grândola / Carvalhal

Endereço / Local

Península de Tróia
-

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (ver Decreto)

ZEP

Declaração de rectificação n.º 1699/2010, DR, 2.ª Série, n.º 164, de 4-08-2010 (corrige a planta anteriormente publicada, sem alterar a delimitação) (ver Declaração)
Portaria n.º 1170/2009, de 5-11-2009 (com ZNA)
Despacho de homologação de 22-09-2009 do Ministro da Cultura
Parecer favorável de 12-11-2008 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P.
Proposta de alteração de 25-07-2008 da Sonae Turismo
Portaria n.º 40/92, DR, I Série-B, n.º 18, de 22-01-1992
Portaria publicada no DG, II Série, n.º 155, de 02-07-1968

Zona "non aedificandi"

Declaração de rectificação n.º 1699/2010, DR, 2.ª Série, n.º 164, de 24-08-2010 (corrige a planta)
Portaria n.º 1170/2009, de 5-11-2009
Portaria n.º 40/92, DR, I Série-B, n.º 18, de 22-01-1992
DG, II Série, n.º 155, de 02-07-1968

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O conhecimento da existência de ruínas romanas na península de Tróia tem já vários séculos, embora uma pesquisa de carácter sistemático tenha sido apenas levada a cabo nos anos quarenta do século XIX. Foi com esse propósito tão específico que se constituíu a Sociedade Archeologica Luzitana, embora sucessivas vicissitudes a tenham impedido de concretizar os seus principais propósitos, dos quais se destacava, para além da escavação propriamente dita, uma tentativa de musealização do sítio, assim, investigado, ao mesmo tempo que a exposição das peças descobertas num espaço propositadamente adaptado para o efeito na cidade de Setúbal. E nem os esforços envidados pela Real Associação dos Architectos Civis e Archeologos Portuguezes, no sentido de se conjugarem interesses e os necessários recursos humanos e materiais indispensáveis à sua execução, conseguiram fazer prosseguir tão importante desiderato para o conhecimento, não apenas da História de uma região e de uma localidade, como, sobretudo, de uma das múltiplas "faces" da ocupação romana em território actualmente português. Situação esta, que seria, no entanto, colmatada já em plena centúria de novecentos.
A actual classificação refere-se à existência de um complexo industrial de salga de peixe, constituído por diversas fábricas com tanques de salga, de diferentes dimensões e revestidos com opus signinum.
Além destas estruturas, encontram-se ainda outras construções indiciadoras de uma ocupação humana de carácter contínuo, como no caso de uma área residêncial, à qual se encontra associado um balneário, necrópoles de incineração e inumação, assim como um templo paleo-cristão.
Desde 1988 que se tem promovido a revalorização deste sítio arqueológico, que tem vindo a contemplar a recuperaçao do edifício conhecido por "Palácio", como base de acolhimento do público, mostra museológica, reservas, laboratório e apoio logístico a investigadores.
[AMartins]

Imagens

Bibliografia

Título

O problema da destruição da povoação romana de Tróia de Setúbal, Revista de Guimarães

Local

-

Data

1966

Autor(es)

SILVA, Carlos Manuel Lindo Tavares da, CABRITA, Mateus Goncalves

Título

Estudos sobre algumas estações da época luso-romana nos arredores de Setúbal, O Arqueólogo Português

Local

-

Data

1924

Autor(es)

COSTA, António Inácio Marques da

Título

Estudos sobre Tróia de Setúbal, O Arqueólogo Português

Local

-

Data

1897

Autor(es)

APOLLINARIO, Maximiano

Título

Possidónio da Silva (1806-1896) e o Elogio da Memória. Um Percurso na Arqueologia de Oitocentos

Local

Lisboa

Data

2003

Autor(es)

MARTINS, Ana Cristina

Título

Possidónio da Silva e a Memória Histórica. Um Percurso na Arqueologia Portuguesa de Oitocentos

Local

Lisboa

Data

1999

Autor(es)

MARTINS, Ana Cristina N.

Título

Portugal Romano

Local

Lisboa

Data

1988

Autor(es)

ALARCÃO, Jorge Manuel N. L.

Título

Arte paleo-cristã da época das invasões, História da Arte

Local

-

Data

1986

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de

Título

Estação Romana de Tróia

Local

-

Data

1980

Autor(es)

SOARES, Maria Joaquina Coelho

Título

Frescos da Capela Visigótica de Tróia, Setúbal, Actas do 2.º Congresso Nacional de Arqueologia

Local

-

Data

1971

Autor(es)

ALMEIDA, Fernando de, MATOS, José Luís Martins de