Saltar para o conteúdo principal da página

Solar dos Salemas - detalhe

Designação

Designação

Solar dos Salemas

Outras Designações / Pesquisas

Solar dos Salemas / Biblioteca Municipal de Alcácer do Sal(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Solar

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Setúbal / Alcácer do Sal / Alcácer do Sal (Santa Maria do Castelo e Santiago) e Santa Susana

Endereço / Local

Rua Rui Salema
Alcácer do Sal

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

A classificação como VC foi convertida para IM nos termos do n.º 2 do art.º 112.º da Lei n.º 107/2001, publicada no DR, I Série-A, N.º 209, de 8-09-2001
Decreto n.º 28/82, DR, I Série, n.º 47, de 26-02-1982 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O Solar dos Salemas foi mandado edificar por D. Rui (ou Ruy) Salema, criado do Infante D. Luís de Portugal, e sua mulher D. Catarina, em meados do século XVI, na antiga Rua Direita de Alcácer do Sal. Ao seu primeiro proprietário, que nele residiu, deve-se igualmente a fundação do Hospital da Misericórdia da localidade, em 1530, e o convento de Nossa Senhora de Araceli da Ordem de Santa Clara.
O solar sofreu alterações no século XX, destinadas a adaptá-lo, sucessivamente, a Quartel dos Bombeiros e da Guarda Nacional Republicana, e a Biblioteca Municipal. Entre os elementos arquitectónicos mais relevantes sobressai a porta de acesso ao pátio, com frontão quebrado e pedra de armas, e a loggia quinhentista, de arcaria redonda, do andar nobre, aberta para o pátio. No pátio existe uma fonte de parede, com tanque em mármore e um golfinho, em cujo espaldar se pode ler a data de 1762. A água que a abastecia provinha da arca de água do Poço Velho, situada a cerca de 1,5 km, que no seu trajecto abastecia igualmente o Hospital Velho da Misericórdia, e terminava no Solar.
Sílvia Leite /DIDA/IGESPAR, I.P., 23-10-2007

Imagens