Saltar para o conteúdo principal da página

Estação arqueológica de Chões de Alpompé - detalhe

Designação

Designação

Estação arqueológica de Chões de Alpompé

Outras Designações / Pesquisas

Acampamento militar de Chões de Alpompé / Estação Arqueológica de Chões de Alpompé (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Acampamento

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Santarém / Santarém / São Vicente do Paul e Vale de Figueira

Endereço / Local

- Terraço fluvial de Vale de Figueira
Vale de Figueira

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 28/82, DR, I Série, n.º 47, de 26-02-1982 (ver Decreto)
Edital de 10-10-1978 da CM de Santarém
Despacho de homologação de 20-07-1978 do Secretário de Estado da Cultura
Parecer conjunto de 19-07-1978 da COISPCN e da Subcomissão de Arqueologia a propor a classificação como IIP
Em 14-06-1978 foi dado conhecimento à CM de Santarém de que a estação arqueológica se encontrava em vias de classificação
Proposta de classificação de 26-10-1977 da DGAC

ZEP

Portaria n.º 901/91, DR, I Série-B, n.º 203, de 4-09-1991 (sem restrições) (ver Portaria)
Edital N.º 125/90 de 19-06-1990 da CM de Santarém
Despacho de concordância de 27-11-1989 da Secretária de Estado da Cultura
Despacho de concordância de 7-11-1989 do presidente do IPPC
Parecer favorável de 6-11-1989 do Conselho Consultivo do IPPC
Proposta de 25-08-1989 do IPPC

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Situado num terraço fluvial na confluência entre o rio Tejo e o rio Alviela, esta estação arqueológica diz essencialmente respeito aos vestígios de muralhas atribuíveis ao período da ocupação romana do nosso território, numa zona que apresenta vestígios ocupacionais desde o Paleolítico.
Com efeito, pesquisas levadas a cabo por investigadores na década de setenta do século passado, trouxeram à luz do dia múltiplos artefactos atribuídos ao Acheulense Superior e Musteriense. Entretanto, uma década antes, fora a vez de, ao prospectarem a mesma área, alguns arqueólogos dos Serviços Geológicos recolheram, além de objectos pertencentes ao Paleolítico, cerâmica ibérica pintada e estampilhada, cerâmica negra de tipo grego, bem como cossoiros, todos denunciando uma fortíssima ocupação durante a Idade do Ferro. Ademais, a igual presença neste vasto espólio recolhido à superfície, de cerâmica negra campaniense A datável do século IV a. C sugere a existência de relações comerciais mantidas entre esta zona da antiga Lusitânia e o mediterrâneo.
Mas, apesar destes vestígios, a classificação deste sítio reporta-se essencialmente ao período da ocupação romana, da qual, aliás, se recolheram materiais, como um unguentário de barro, fragmentos de cerâmica, um peso de tear, etc., durante os anos cinquenta por , entre outros, Bairrão Oleiro.
Tratando-se eventualmente da cidade de Moron, mencionada por Estrabão no século I a.C., estabeleceu-se neste campo fortificado erguido entre finais do século V, inícios do IV a.C., um acampamento militar, cuja principal função residiria no apoio a conceder à defesa de Scallabis (Santarém). Desta realidade chegaram até nós apenas alguns vestígios da zona muralhada, com c. de 1 km de comprimento, por 500 m de largura, para além de partes de 2 muralhas dispostas transversalmente, aparentando isolar uma zona um pouco mais elevada de todo o conjunto. Deste destacam-se os torreões, com paralelos formais aos localizados noutros sítios arqueológicos nacionais, como nos casos de Antanhol, Mesa dos Castelinhos e Miróbriga. Algumas das ravinas que ladeiam o recinto parecem ter sido aproveitadas como zonas de acesso ao seu interior.
[AMartins]

Bibliografia

Título

Ânforas pré-romanas dos Chões de Alpompé (Santarém), Estudos Orientais

Local

Lisboa

Data

1993

Autor(es)

DIOGO, António Manuel Dias

Título

Materiais da Idade do Ferro provenientes dos Chões de Alpompé (Santarém), Actas das II Jornadas Arqueológicas de Viseu

Local

-

Data

-

Autor(es)

DIOGO, António Manuel Dias, CATARINO, João

Título

Geografia e campos fortificados romanos, Boletim do Centro de Estudos Geográficos, nº1 (6-7), pp.73-80.

Local

Coimbra

Data

1953

Autor(es)

OLEIRO, João Manuel Bairrão, GIRÃO, Aristides de Amorim

Título

Acerca do campo fortificado de Chões de Alpompé, O Arqueólogo Português

Local

-

Data

1968

Autor(es)

ZBYSZEWSKI, G.; FERREIRA, O. da Veiga; SANTOS, M. Cristina

Título

O Paleolítico do povoado pré-romano de Chões de Alpompé, Arqueologia e História

Local

-

Data

1972

Autor(es)

ZBYSZEWSKI, G.; FERREIRA, O. da Veiga; LEITÃO e NORTH, C. T.

Título

As grandes vias da Lusitania - O Itinerário de Antonio Pio

Local

-

Data

-

Autor(es)

SAA, Mário

Título

Santarém

Local

-

Data

1990

Autor(es)

SERRÃO, Vítor