Saltar para o conteúdo principal da página

Conjunto constituído pela calçada e ponte romanas e azenha na Catribana - detalhe

Designação

Designação

Conjunto constituído pela calçada e ponte romanas e azenha na Catribana

Outras Designações / Pesquisas

Ponte e Calçada Romanas da Catribana(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Calçada

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Sintra / São João das Lampas e Terrugem

Endereço / Local

Calçada do Castelo
Catribana

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 26-A/92, DR, I Série-B, n.º 126, de 1-06-1992 (ver Decreto)
Edital n.º 188 (de 1991) da CM de Sintra
Despacho de concordância de 26-01-1988 do Secretário de Estado da Cultura
Parecer de 11-01-1988 do Conselho Consultivo do IPPC a propor a classificação do conjunto constituído pela calçada e ponte romanas e azenha de Catribana
Parecer favorável de 23-07-1987 do Departamento de Etnologia
Despacho de homologação de 29-10-1986 do Secretário de Estado da Cultura
Despacho de homologação de 20-10-1986 do presidente do IPPC
Parecer de 13-10-1986 do Conselho Consultivo do IPPC a propor que a classificação do conjunto constituído pela calçada e ponte romanas e azenha de Catribana seja apreciada pelos departamentos de Arqueologia e Etnologia do IPPC
Proposta de 21-02-1985 da CM de Sintra para a classificação da Ponte Romana de Catribana

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

À semelhança do que sucedia nos restantes territórios dominados pelo Império romano, a antiga rede viária romana das actuais fronteiras físicas portuguesas constituía parte integrante, senão mesmo crucial, da (a)firmação política (ao mesmo tempo que económica), pois fundia-se com a estratégia de ordenamento territorial então pensada. Disposição esta que contemplava a implementação de uma política administrativa assente em dois vectores vitais para a sua cimentação: na definição de unidades político-administrativas e no traçado de vias que assegurassem a ligação contínua entre os principais centros populacionais, ao mesmo tempo que a sua renovação, face às exigências assomadas com o desenrolar dos acontecimentos registados em Roma.
A primeira destas traves mestras fundamentou-se essencialmente na definição territorial de civitates, as habituais unidades político-administrativas romanas, aproximadas, em termos de extensão, aos actuais distritos (e não tanto aos concelhos), com a sua cidade capital, à qual se subordinavam outras unidades urbanas, assim como a competente população rural.
Uma estrutura que, como é natural, obrigava à delineação de um sistema viário bem arquitectado, pois era vital à indispensável circulação de bens e pessoas, designadamente das entidades às quais competia manter a ordem nos territórios conquistados. E relativamente ao conjunto classificado como "Calçada e ponte romanas e azenhas na Catribana", localizado nas proximidades da aldeia que lhe deu nome, ele integraria uma via secundária destinada a unir duas uillae suficientemente importantes para a requererem, através da qual se acederia a uma via principal, numa confirmação da importância económica assumida pela região de Sintra durante o período de ocupação romana do actual território português.
Composto de vestígios de um troço bastante bem preservado de uma antiga calçada romana com cerca de cinquenta metros de comprimento, localmente conhecida por "Caminho do Castelo", a estação arqueológica é de igual modo constituída por uma ponte erguida sobre a rib.ª de Bolelas, de arco único e parapeito, entretanto restaurada em períodos mais recentes.
[AMartins]

Bibliografia

Título

O Reordenamento Territorial, Nova História de Portugal: Portugal das origens à romanização

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

ALARCÃO, Jorge Manuel N. L.

Título

Pontes romanas de Portugal

Local

Lisboa

Data

1999

Autor(es)

PINTO, Paulo Mendes

Título

Portugal Romano

Local

Lisboa

Data

1988

Autor(es)

ALARCÃO, Jorge Manuel N. L.

Título

Roman Portugal

Local

Warminster

Data

1988

Autor(es)

ALARCÃO, Jorge Manuel N. L.