Saltar para o conteúdo principal da página

Parque Termal do Peso - detalhe

Designação

Designação

Parque Termal do Peso

Outras Designações / Pesquisas

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Termas

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viana do Castelo / Melgaço / Paderne

Endereço / Local

- -
Peso

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 276/2013, DR, 2.ª série, n.º 91, de 13-05-2013 (ver Portaria)
Procedimento prorrogado até 30-06-2013 pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Anúncio n.º 13661/2012, DR, 2.ª série, n.º 215, de 7-11-2012 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 22-10-2012 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 31-05-2012 da DRC do Norte para a classificação como MIP
Procedimento prorrogado até 31-12-2012 pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Despacho de abertura de 12-10-2004 da vice-presidente do IPPAR
Proposta de 9-03-2004 da DR do Porto para a abertura da instrução do processo de classificação do Parque Termal do Peso
Pedido de parecer de 20-12-2002 da CM de Melgaço sobre a classificação como de IM do Balneário Termal, Fonte Principal e Fonte Nova do Parqie Termal do Peso

ZEP

Portaria n.º 276/2013, DR, 2.ª série, n.º 91, de 13-05-2013 (sem restrições) (ver Portaria)
Anúncio n.º 13661/2012, DR, 2.ª série, n.º 215, de 7-11-2012 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 22-10-2012 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 31-05-2012 da DRC do Norte

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O Parque Termal do Peso é constituído pela fonte principal, balneário, fonte nova, fábrica, quedas de água, pelo lago, jardim e vegetação florestal.
Os imóveis propostos para classificação, fonte principal, balneário e fonte nova são caracterizados, de uma forma clara, na proposta apresentada. Sendo lhes atribuído uma função e actividade característicos da actividade termal, representam um valor histórico e arquitectónico, que importa preservar e salvaguardar:
Edifício da Fonte principal - edifício de inicios do século XX, (1909) que recebe influências da arquitectura do ferro, com elementos decorativos de influência de "Arte Nova". É uma construção isolada tipo pavilhão, em alvenaria de pedra e estrutura da cobertura em ferro, com planta rectangular e cunhais curvos.. A sua função é de "Buvette" Termal;
Balneário Termal-edifício de inicios do século XX, (1919), que incorpora elementos neoclássicos conjugados com a linguagem romântica carcaterística da arquitectura termal do inicio do século. É uma construção isolada, em alvenaria de pedra, de r/c, e simetricamente organizado segundo dois eixos ortogonais. A sua função, como o nome indica, é de balneário termal;
Fonte Nova- edifício de meados do século XX, (1953), que enquadra uma linguagem característica do período do "Estado Novo". Construção isolada, em alvenaria de pedra e r/c. É constituído por alpendre frontal caracterizado por uma arcada de 9 elementos e por um corpo semicircular, fechado e revestido no interior por azulejos que alberga a fonte. a sua função é "Buvette" termal.
Do conjunto, o imóvel que nos oferece maior relevância em termos de património cultural, na sua vertente construída, arquitectónica e artística é o edifício da fonte principal, (sobre o qual deu entrada neste serviço o projecto de intervenção no imóvel, que, fundamentalmente, prevê a recuperação do edifício, sem, contudo, ameaçar a sua autenticidade e integridade, e que teve despacho favorável). No entanto, o espirito do lugar, a intimidade do espaço, a sua ocupação pelos diferentes equipamentos termais, e as inter-relações que se estabelecem entre os mesmos, fazem do Parque Termal do Peso uma unidade que para além de subsistir, é testemunho da arquitectura termal do país.
SG

Imagens