Saltar para o conteúdo principal da página

Casa da Calçada - detalhe

Designação

Designação

Casa da Calçada

Outras Designações / Pesquisas

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Casa

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Vila Real / Sabrosa / Provesende, Gouvães do Douro e São Cristóvão do Douro

Endereço / Local

- -
Provesende

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 1157/2009, DR, 2.ª Série, n.º 212, de 2-11-2009 (ver Portaria)
Despacho de homologação de 29-06-2007 do Secretário de Estado da Cultura
Parecer de 15-11-2006 do Conselho Consultivo do IPPAR
Despacho de abertura de 17-04-2003 do vice-presidente do IPPAR

ZEP

Portaria n.º 1157/2009, DR, 2.ª Série, n.º 212, de 2-11-2009 (sem restrições) (ZEP da Casa da Calçada, da Casa dos belezas e da casa do Fundo de Vila) (ver Portaria)
Despacho de homologação de 29-06-2007 do Secretário de Estado da Cultura
Parecer favorável de 15-11-2006 do Conselho Consultivo do IPPAR
Proposta de 3-08-2006 da DR do Porto para a ZEP conjunta da Casa da Calçada, da Casa dos Belezas e da Casa do Fundo de Vilao

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A Casa da Calçada foi construída nos últimos anos do século XVII, substituindo a antiga casa de família do Desembargador Jerónimo da Cunha Pimentel, que patrocinou a sua edificação, "provavelmente para adequar a casa à sua grande fortuna baseada em propriedades de Norte a Sul do País que tornavam a família numa das mais importantes da província" (TOUSSAINT, Michel, 2003, p. 2), e também instituiu o vínculo da Calçada.
O solar insere-se na tipologia designada por Carlos Azevedo como casa comprida, com a fachada principal desenvolvendo-se em comprimento, numa estrutura simétrica marcada pela disposição das portas, no piso térreo, e das janelas de sacada com frontão e varandim de ferro, no andar nobre.
Na extremidade da fachada foi edificada a capela, com fachada de gosto tardo-maneirista, com motivos de inspiração flamenga, colocados sobre o portal e fazendo o enquadramento do brasão de armas dos proprietários.
O conjunto da casa senhorial é completado pelas dependências agrícolas, dispostas de modo que formam, em articulação com o solar, um pátio com portal.
Catarina Oliveira
DIDA / IGESPAR,I.P / Abril de 2009

Imagens

Bibliografia

Título

Palácios e solares portuguezes (Col. Encyclopedia pela imagem)

Local

Porto

Data

1900

Autor(es)

SEQUEIRA, Gustavo de Matos

Título

Quintas do Douro. As Arquitecturas do Vinho do Porto

Local

Porto

Data

1999

Autor(es)

FAUVRELLE, Natália

Título

Solares Portugueses - Introdução ao Estudo da Casa Nobre

Local

Lisboa

Data

1969

Autor(es)

AZEVEDO, Carlos de

Título

A Casa da Calçada em Provezende, Processo de Classificação, 2003

Local

Porto

Data

2003

Autor(es)

TOUSSAINT, Michel