Saltar para o conteúdo principal da página

Elevador do Bom Jesus do Monte - detalhe

Designação

Designação

Elevador do Bom Jesus do Monte

Outras Designações

-

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Elevador

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Braga / Braga / Nogueiró e Tenões

Endereço / Local

- -
Bom Jesus

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Anúncio n.º 68/2017, DR, 2.ª série, n.º 90, de 10-05-2017 (ver Anúncio)
Despacho de 25-01-2017 da diretora-geral da DGPC a determinar a abertura do procedimento de ampliação da classificação do Santuário do Bom Jesus do Monte, de forma a integrar todo o sacro-monte, incluindo o elevador, e eventual reclassificação para MN
Proposta de 24-11-2016 da DRC do Norte para a ampliação da classificação do Santuário do Bom Jesus do Monte, passando a englobar o elevador, e eventual reclassificação para MN
Portaria n.º 305/2013, DR, 2.ª série, n.º 99, de 23-05-2013 (ver Portaria)
Procedimento prorrogado até 30-06-2013 pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Anúncio n.º 13592/2012, DR, 2.ª série, n.º 202, de 18-10-2012 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 26-09-2012 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 23-07-2012 da DRC do Norte para a classificação como MIP
Procedimento prorrogado pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30 de Dezembro (ver Despacho)
Despacho de abertura de 13-03-2003 do vice-presidente do IPPAR
Proposta de 11-03-2003 da DR do Porto para a abertura da instrução do processo de classificação
Proposta de classificação de 5-01-2000 da ASPA

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Deve-se ao empresário bracarense do século XIX, Manuel Joaquim Gomes (1840-1894), a iniciativa de construir-se o Elevador do Bom Jesus do Monte, em Braga, da autoria de Nikolaus Riggenbach e de Raul Mesnier, cujos trabalhos viram-se concluídos em 1882, ano da sua inauguração. Constitui, assim, o primeiro funicular construído na Península Ibérica.
Entretanto, com a expropriação, em 1914, da Companhia de Carris e Ascensor do Bom Jesus, a autarquia passou a responsabilizar-se pela exploração que tem exercido desde então sobre os transportes públicos de Braga.
O Elevador do Bom Jesus é um elevador funicular assente sobre plano inclinado, e é composto de duas cabinas que se movem sobre carris ligadas entre si por um cabo. Servindo de contrapeso uma a outra, as duas cabinas sobem e descem alternada e simultaneamente ao longo de duas vias paralelas num percurso de cerca de 274 metros. Cada cabina tem capacidade para trinta e nove pessoas, incluindo o condutor.
Revelando-se o segundo funicular projectado por Nikolaus Riggenbach, o Elevador do Bom Jesus do Monte á actualmente o único em funcionamento, o que, por si só, é bem revelador da sua importância no panorama mundial dos funiculares de contrapeso de água, dos quais o mais recente data de 1992. Além disso, representa um valioso testemunho da actividade encetada por Raul Mesnier de Ponsard, engenheiro português de ascendência francesa, especialista em engenharia mecânica, e que, após a conclusão deste Elevador, envolveu-se na construção dos elevadores lisboetas do Lavra, da Glória e de Santa Justa.
AMartins

Imagens