Saltar para o conteúdo principal da página

Casa e Capela da Quinta da Bouça - detalhe

Designação

Designação

Casa e Capela da Quinta da Bouça

Outras Designações / Pesquisas

Casa e Capela da Quinta da Bouça(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Conjunto

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viana do Castelo / Viana do Castelo / Geraz do Lima (Santa Maria, Santa Leocádia e Moreira) e Deão

Endereço / Local

Quinta da Bouça
-

Proteção

Situação Actual

Procedimento caducado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Procedimento caducado nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, N.º 206 de 23-10-2009 (ver Diploma) , alterado pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado até 31-12-2012 pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Despacho de abertura de 9-07-1993

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Edificada no início do século XVII, a Quinta da Bouça foi cabeça de um morgado instituído em 1696 por Francisco Barbosa Barreto. Modificada por obras posteriores, a Casa da Bouça é considerada o "tipo do verdadeiro solar do fidalgo lavrador" (SILVA, A. Lambert, 1958, vol. 3).
A casa, uma estrutura solarenga de tipologia chã, apresenta fachada de linhas austeras e simples. O andar nobre é ritmado pela abertura de janelas a espaços simétricos, e ao centro possui porta precedida por terraço e escadaria. O piso térreo foi dividido para dependências de serviço. Em 1860 a família proprietária colocou na fachada principal da casa a sua pedra de armas.
Os espaços interiores situados no andar nobre da casa são cobertos por tectos em caixotões e possuem armários de pedra embutidos na parede.
À esquerda do corpo principal da casa, recuada em relação à fachada, foi edificada a capela, ligada ao corpo principal por dois arcos de meia-volta sobrepostos. O arco superior forma uma galeria de comunicação com a capela.
A fachada do pequeno templo, rematada em empena, apresenta ao centro portal maneirista, de moldura rectangular encimado por frontão triangular inspirado nas linhas classicistas dos tratados de arquitectura italianos. É ladeado por janelas de moldura semelhante e o conjunto é rematado lateralmente por contrafortes coroados por pináculos.
Entre os séculos XVIII e XX a Quinta da Bouça foi objecto de diversas campanhas de obras de remodelação e transformação do espaço, e em 2000 o espaço da quinta foi convertido em turismo de habitação.
Catarina Oliveira
GIF/ IPPAR/ 2005

Imagens

Bibliografia

Título

Nobres Casas de Portugal

Local

Porto

Data

1958

Autor(es)

SILVA, António Lambert Pereira da

Título

Cozinhas. Espaço e Arquitectura

Local

Lisboa

Data

2006

Autor(es)

PEREIRA, Ana Marques