Saltar para o conteúdo principal da página

Quinta de Macieira de Sarnes - detalhe

Designação

Designação

Quinta de Macieira de Sarnes

Outras Designações / Pesquisas

Casa da Quinta de Macieira de Sarnes / Quinta do Outeiro (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Quinta

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Aveiro / Oliveira de Azeméis / Macieira de Sarnes

Endereço / Local

Rua dos Ingleses
Maciera de Sarnes

Rua do Alto das Casas
Macieira de Sarnes

Rua do Padre Manuel Gomes Resende
Macieira de Sarnes

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 468/2012, DR, 2.ª série, n.º 184, de 21-09-2012 (ver Portaria)
Procedimento prorrogado até 31-12-2012 pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Anúncio n.º 15786/2011, DR, 2.ª série, n.º 209, de 31-10-2011 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 31-05-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 17-01-2011 da DRC do Norte para a classificação como MIP
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Despacho de abertura de 5-04-2002 do vice-presidente do IPPAR
Proposta de abertura de 4-04-2002 da DR do Porto
Proposta de classificação de 16-01-2002 da proprietária

ZEP

Portaria n.º 468/2012, DR, 2.ª série, n.º 184, de 21-09-2012 (sem restrições) (ver Portaria)
Anúncio n.º 15786/2011, DR, 2.ª série, n.º 209, de 31-10-2011 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 31-05-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 17-01-2011 da DRC do Norte

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O vínculo da Quinta de Macieira de Sarnes foi instituído em 1577 por Fernão Vaz de Cernache, senhor de Gaia-a-Grande, ficando ligado à família do instituidor pelas gerações seguintes. Embora a quinta pertencesse desde o terceiro quartel do século XVI aos Cernache, somente em meados da centúria seguinte foi edificada uma habitação naquele local.
A construção do edifício foi patrocinada por Jerónimo de Távora Noronha e Cernache, que cerca de 1650 se estabeleceu naquela povoação.
A casa de Macieira de Sarnes foi disposta numa planimetria rectangular que se desenvolve longitudinalmente, à qual foram adossados os volumes da capela e da sacristia, formando um conjunto em L. Nos finais do século XIX os proprietários fizeram grandes obras de remodelação no edifício, para que este fosse adaptado "à vida moderna" (Inventário Artístico de Portugal, 1993), o que acabou por alterar a estrutura interior original, típica dos modelos solarengos seiscentistas.
No entanto, a casa conserva a tipologia exterior original, destacando-se as fachadas principal e posterior. O edifício divide-se em dois pisos, bem demarcados nas frontarias pela disposição de um friso intermédio entre os registos. À semelhança do que acontece nos exemplares de arquitectura civil da época, o ritmo do edifício é marcado pela disposição de portas e janelas a espaços regulares, cujo modelo e decoração de molduras foram aplicados consoante a importância da fachada em que estas estão colocadas.
A casa está implantada numa grande área verde, com zona agrícola, mata, jardim de buxo e um terreiro que precede o edifício. O acesso à propriedade é feito através de um portão ladeado por figuras de convite talhadas em granito.
Catarina Oliveira
GIF/ IPPAR/ 2005

Imagens

Bibliografia

Título

Nobres Casas de Portugal

Local

Porto

Data

1958

Autor(es)

SILVA, António Lambert Pereira da

Título

Inventário Artístico de Portugal - Aveiro, Beja, Coimbra, Évora, Leiria, Portalegre, Porto e Santarém

Local

Lisboa

Data

2000

Autor(es)

SEQUEIRA, Gustavo de Matos