Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja de São Pedro, matriz de Belazaima do Chão - detalhe

Designação

Designação

Igreja de São Pedro, matriz de Belazaima do Chão

Outras Designações / Pesquisas

Igreja Matriz de Belazaima do Chão / Igreja Paroquial de Belazaima do Chão / Igreja de São Pedro (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Aveiro / Águeda / Belazaima do Chão, Castanheira do Vouga e Agadão

Endereço / Local

Rua da Igreja
Belazaima do Chão

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 166/2013, DR, 2.ª série, n.º 67, de 5-04-2013 (ver Portaria)
Procedimento prorrogado até 30-06-2013 pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Relatório final do procedimento aprovado por despacho de 21-11-2012 da diretora-geral da DGPC
Anúncio n.º 13458/2012, DR, 2.ª série, n.º 186, de 25-09-2012 (ver Anuncio)
Despacho de concordância de 6-03-2012 do diretor-geral da DGPC
Parecer de 29-02-2012 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura a propor a classificação como MIP
Proposta de 2-01-2012 da DRC do Centro para o prosseguimento do proceso dado o imóvel apresentar um estado de conservação global bastante razoável
Procedimento prorrogado pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Despacho de 10-10-2011 do director do IGESPAR, I.P. a devolver o processo à DRC do Centro
Parecer de 10-10-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura a propor a devolução do processo para esclarecimento sobre o estado do imóvel
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Em 4-11-2010 a DRC do Centro apresentou a fundamentação para a classificação
Despacho de concordância de 13-10-2010 do director do IGESPAR, I.P.
Parecer de 13-10-2010 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura para que se solicite uma fundamentação mais clara para a proposta de classificação
Proposta de 5-08-2010 da DRC do Centro para a classificação como MIP
Devolvido em 11-04-2006 à DR de Coimbra para juntar proposta de ZEP
Proposta de 19-08-2002 da DR de Coimbra para a classificação como IIP
Edital de 23-02-2000 da CM de Águeda
Despacho de abertura de 7-02-2000 do vice-presidente do IPPAR
Proposta de 2-02-2000 da DR de Coimbra para a abertura do processo de instrução da classificação
Proposta de classificação de 21-12-1999 da Fábrica da Igreja

ZEP

Portaria n.º 166/2013, DR, 2.ª série, n.º 67, de 5-04-2013 (sem restrições) (ver Portaria)
Relatório final do procedimento aprovado por despacho de 21-11-2012 da diretora-geral da DGPC
Anúncio n.º 13458/2012, DR, 2.ª série, n.º 186, de 25-09-2012 (ver Anuncio)
Despacho de concordância de 6-03-2012 do diretor-geral da DGPC
Parecer favorável de 29-02-2012 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 5-08-2010 da DRC do Centro

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Dedicada a São Pedro, a actual igreja de Belazaima do Chão é uma reconstituição setecentista de um outro templo de época anterior, cuja origem se desconhece, mas da qual restam ainda alguns vestígios. Tal é o caso de lintéis e outras pedras identificadas como sendo datáveis do século XVII, da base do púlpito, ou ainda da configuração dos arcos laterais da nave, junto ao arco triunfal, interrompidos pelo pano murário que separa o espaço do corpo do templo da capela-mor.
A fachada da igreja é definida por pilastras coroadas por pináculos, nos cunhais, e rematada por frontão contracurvado com tímpano aberto por nicho onde se exibe a imagem de São Pedro, a quem o templo é dedicado. Ao centro, o portal principal de verga recta, é coroado por frontão curvo e no friso que o antecede, a inscrição indica o ano da conclusão das obras: 1748. Apesar de alguns problemas de leitura, a lápide refere o seguinte:
ESTA.OBRA.FOI.FEITA.NA.ERA
DE 1748.A
SERVINDO.DE.IVIS.DA.IGREIA
(espaço raspado)
(espaço raspado) .DE ALVARIM
COM OS SEVS.EMLEITO
(cf. GONÇALVES, CORREIA, 1993)
À direita, ergue-se a torre, também com pilastras nos cunhais e rematada por zimbório, onde há ainda a assinalar as gárgulas cilíndricas e caneladas.
No interior, de nave única, destaca-se o colorido da talha dourada e policromada presente nos altares da nave, nas capelas colaterais e na parede do arco triunfal, este último também com vestígios de pintura. Esta campanha decorativa do interior remonta já à segunda metade do século XVIII, correspondendo a um período posterior ao da reconstrução do edifício. Na verdade, a data de IVNHO DE 1772 que se encontra nos caixotões com pintura de concheados da capela-mor ajuda a estabelecer uma cronologia mais precisa para estas intervenções. Já nos caixotões da nave, a pintura sem ornamentos é de 1844.
(Rosário Carvalho)

Imagens

Bibliografia

Título

Inventario Artistico de Portugal - Distrito de Coimbra

Local

Lisboa

Data

1993

Autor(es)

GONCALVES, António Nogueira, CORREIA, Vergílio