Saltar para o conteúdo principal da página

Capela de Nossa Senhora da Conceição - detalhe

Designação

Designação

Capela de Nossa Senhora da Conceição

Outras Designações / Pesquisas

Capela de Nossa Senhora da Conceição(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Porto / Porto / Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde

Endereço / Local

Rua Diogo Botelho
Porto

Rua Padre Luís Cabral
Porto

Proteção

Situação Actual

Procedimento encerrado / arquivado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Despacho de encerramento de 30-03-2006 da vicepresidente do IPPAR

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Situada numa espécie de terraço, elevado em relação à rua, a capela de Nossa Senhora da Conceição domina o pequeno adro que lhe é fronteiro, onde se encontra um cruzeiro de linhas simples, sem qualquer decoração. O seu volume longitudinal, revela o espaço interior, onde a nave única se articula com a capela-mor, rectangular, e a sacristia, a Sul. Mas, se este volume, compacto e austero, pouco se destaca a não ser pelas dimensões, a fachada, pelo contrário, impõe-se pela composição cuidada e muito recortada ao nível dos nos elementos superiores.
Assim, e no primeiro registo abrem-se três arcos, os laterais de volta perfeita e o central abatido, através dos quais se acede à galilé. Sobre o arco do meio, uma janela de moldura trabalhada e, a terminar as pilastras toscanas dos cunhais, um entablamento pronunciado sobre o qual se ergue o frontão. Este, é recortado e contracurvado, exibindo, no tímpano, um nicho envidraçado. Flanqueiam-no as duas torres sineiras com frontões curvos, ladeados por pináculos em forma de esfera e rematados, ao centro, por elementos florais.
No interior da galilé, a porta da igreja é de linhas rectas, abrindo-se para um espaço coberto por abóbada, com coro-alto, dois altares laterais e capela-mor com retábulo. O tecto desta última é pintado, exibindo dois corações e a cartela com a inscrição tota pulchra es Maria numa alusão à Imaculada Conceição de Nossa Senhora, de acordo com a invocação da capela.
Se a linguagem da fachada denota um gosto rococó, embora já com elementos que podem indiciar um anúncio do neoclássico, no interior verifica-se esta transição, mas de uma forma mais acentuada, pois o neoclassicismo assume maior expressão nos retábulos das capelas colaterais. Estes, mantiveram elementos de talha dourada, mas o aparecimento do branco denuncia a mudança de gosto que se fazia sentir. No retábulo-mor, semelhante aos restantes, surge uma imagem setecentista de Nossa Senhora da Conceição. As restantes, também de madeira e evocativas da dedicação dos altares, foram executadas na mesma época, destacando-se, no entanto, pela sua qualidade, a de Santa Eufémia (QUARESMA, 1995).
São muito escassas as informações referentes a esta capela, mas acredita-se que a sua construção remonta ao século XIX. De facto, existem várias datas no próprio edifício, que nos podem ajudar a situar algumas das campanhas de obras. A primeira, no pavimento, alude ao eventual assentamento do mesmo, em 1909. As seguintes, 1941 e 1948, numa lápide da parede, poderão referir-se à reedificação da capela, que se sabe ter ocorrido. Uma outra lápide ostenta o ano de 1981, mencionando uma intervenção de restauro, quando era Bispo do Porto D. António Ferreira Gomes (QUARESMA, 1995).
(Rosário Carvalho)

Bibliografia

Título

Inventário Artístico de Portugal: Cidade do Porto

Local

Lisboa

Data

1995

Autor(es)

QUARESMA, Maria Clementina de Carvalho