Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja de Nossa Senhora da Purificação, matriz de Larinho, incluindo o adro - detalhe

Designação

Designação

Igreja de Nossa Senhora da Purificação, matriz de Larinho, incluindo o adro

Outras Designações / Pesquisas

Igreja Matriz de Larinho / Igreja Paroquial de Larinho / Igreja de Nossa Senhora da Purificação (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Bragança / Torre de Moncorvo / Larinho

Endereço / Local

- -
Larinho

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 212/2013, DR, 2.ª série, n.º 71, de 11-04-2013 (ver Portaria)
Procedimento prorrogado até 30-06-2013 pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Anúncio n.º 13493/2012, DR, 2.ª série, n.º 189 de 28-09-2012 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 19-12-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Procedimento prorrogado pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Nova proposta de 5-05-2010 da DRC do Norte para a classificação como MIP
Proposta de 4-02-2002 da DR do Porto para a classificação como IIP
Despacho de abertura de 12-04-2000 do vice-presidente do IPPAR
Proposta de abertura de 10-04-2000 da DR do Porto
Proposta de classificação de 21-03-2000 de particular

ZEP

Portaria n.º 212/2013, DR, 2.ª série, n.º 71, de 11-04-2013 (sem restrições) (ver Portaria)
Anúncio n.º 13493/2012, DR, 2.ª série, n.º 189 de 28-09-2012 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 19-12-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 5-05-2010 da DRC do Norte

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A igreja matriz de Larinho, dedicada a Nossa Senhora da Purificação, foi edificada na segunda metade do século XVIII, certamente sobre as ruínas, ou os vestígios, de um outro templo de época anterior e sobre o qual não há memória. Na verdade, o Padre Carvalho da Costa refere, na primeira década de Setecentos, a existência de uma igreja. Sobre o portal, encontra-se inscrita uma data que deveria corresponder à conclusão da edificação setecentista, todavia a sua leitura tem revelado alguns problemas. Em 1957, Adriano Vasco Rodrigues afirmava que o ano inscrito era o de 1766, mas a data que hoje se observa é a de 1797, sabendo-se que na década de 1940 a mesma foi "avivada".
Já no século seguinte, mais precisamente na década de 1880, decorreu uma outra campanha de obras, na qual se pintou o arco triunfal, conforme informação aí presente (1880), e se ergueu o coro-alto, concluído em 1888.
A fachada principal, delimitada por pilastras com fogaréus no remate, termina em frontão de lanços contracurvado. O eixo central é acentuado através da abertura do portal, de verga curva, e da janela do coro, esta ladeada pelos nichos com as imagens de São Pedro e São Paulo e sobrepujada por um outro nicho com Nossa Senhora da Purificação, que por sua vez se liga ao brasão nacional, do reinado de D. José. A torre, num plano ligeiramente recuado, termina em coruchéu e é marcada pelas sineiras muito altas.
A igreja desenvolve-se em planta longitudinal, de nave única e capela-mor rectangulares, esta última mais estreita. A talha dourada e pintada do interior, presente nos diversos retábulos ou nas sanefas das janelas, remonta à mesma campanha rococó. O seu efeito é complementado pelas pinturas do tecto da nave e do arco triunfal.
(Rosário Carvalho)

Imagens

Bibliografia

Título

Corografia Portuguesa e descripçam topographica do famoso Reyno de Portugal

Local

Lisboa

Data

1712

Autor(es)

COSTA, Pe. António Carvalho da

Título

O Município de Torre de Moncorvo no século XVIII, II Edição do Programa Nacional de Bolsas de Investigação para Jovens Historiadores e Antropólogos, pp. 44-162

Local

-

Data

1996

Autor(es)

ABREU, Carlos de