Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja de São Miguel Arcanjo, paroquial de Freixinho - detalhe

Designação

Designação

Igreja de São Miguel Arcanjo, paroquial de Freixinho

Outras Designações / Pesquisas

Igreja Paroquial de São Miguel Arcanjo / Igreja Paroquial de Freixinho / Igreja Paroquial de Freixinho / Igreja de São Miguel(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viseu / Sernancelhe / Penso e Freixinho

Endereço / Local

- -
Freixinho

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 216/2013, DR, 2.ª série, n.º 71, de 11-04-2013 (ver Portaria)
Procedimento prorrogado até 30-06-2013 pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Anúncio n.º 13716/2012, DR, 2.ª série , n.º 223, de 19-11-2012 (ver Anúncio)
Procedimento prorrogado pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Parecer favorável de 23-03-2010 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P.
Nova proposta de 9-10-2008 da DRC do Norte
Proposta de 1-03-2004 da DR do Porto para a classificação como MIP
Despacho de abertura de 20-06-2002 do vice-presidente do IPPAR
Proposta de abertura de 18-06-2002 da DR do Porto
Proposta de abertura de 14-05-1999 do Centro de Restauro de Viseu

ZEP

Portaria n.º 216/2013, DR, 2.ª série, n.º 71, de 11-04-2013 (sem restrições) (ZEP apenas da igreja) (ver Portaria)
Anúncio n.º 13716/2012, DR, 2.ª série , n.º 223, de 19-11-2012 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 23-03-2010 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P.
Proposta de 7-10-2008 da DRC do Norte (ZEP conjunta da Igreja Paroquial de Freixinho e do Convento de Nossa Senhora do Carmo)

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A povoação de Freixinho tem origens muito remotas, que recuam, pelo menos, até ao século XII. A sua igreja paroquial, dedicada a São Miguel, é uma construção já do século XVI. A mais antiga sepultura que se conhece remonta a 1547. É de Pedro Gonçalves, que pertencia à família Amado, e encontra-se numa das capela colaterais.
A fachada principal, delimitada por pilastras encimadas por pináculos, termina em empena e é marcada pela abertura do portal, de verga recta, encimado por cornija, nicho e janela. Do lado esquerdo, mas num plano ligeiramente recuado, ergue-se a pesada torre sineira, pouco mais elevada que a igreja, coroada por pináculos semelhantes aos que se encontram em todos os cunhais do templo. Os alçados laterais deixam adivinhar o espaço interno pelas diferenças de volumes entre a nave e a capela-mor, mais baixa e estreita, destacando-se ainda outros volumes correspondentes às capelas.
O interior, objecto de uma campanha decorativa de época barroca que, em todo o caso revela alguma contenção, contrasta fortemente com a depuração do exterior. Na nave, a capela de Nossa Senhora da Conceição deve-se à família Cunha, exibindo o seu brasão, em conjunto com o dos Soutos, família à qual se ligou. A capela de São José, instituída por José de Almeida exibe o brasão desta família na cobertura de madeira. O arco triunfal encontra-se totalmente revestido por talha dourada de estilo nacional (com nichos laterais enquadrados por colunas que se prolongam em arquivoltas interrompidas por aduelas), como se de um amplo retábulo se tratasse, enquadrando, ao fundo, o retábulo-mor.
(RC)

Imagens

Bibliografia

Título

Sernancelhe na marcha da torrente

Local

Sernancelhe

Data

2002

Autor(es)

CARVALHO, Abílio Louro