Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja e Hospital da Misericórdia de Faro - detalhe

Designação

Designação

Igreja e Hospital da Misericórdia de Faro

Outras Designações / Pesquisas

Igreja e Hospital da Santa Casa da Misericórdia de Faro / Santa Casa da Misericórdia de Faro(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Faro / Faro / Faro (Sé e São Pedro)

Endereço / Local

Praça Dom Francisco Gomes
Faro

Número de Polícia: 13- 17

Rua João Dias
Faro

Número de Polícia: 2-14

Rua da Misericórdia
Faro

Número de Polícia: 1-3

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 173/2014, DR, 2.ª série, n.º 41, de 27-02-2014 (ver Portaria)
Despacho de homologação de 31-01-2003 do Ministro da Cultura
Parecer de 7-01-2003 do Conselho Consultivo do IPPAR a propor a classificação como IIP
Despacho de abertura de 23-10-1995 do presidente do IPPAR
Proposta de abertura de 16-10-1995 da DR de Faro
Proposta de 15-05-1995 da CM de Faro para a classificação como IIP

ZEP

Proposta de 15-11-2010 da DRC do Algarve para alargamento da ZEP do Património Classificado do Núcleo Histórico de Faro Vila Adentro
Parecer de 23-05-2008 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P.
Proposta de 5-12-2007 da DRC do Algarve para uma ZEP do Núcleo Histórico de Faro, abrangendo este imóvel parcialmente

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

"Ocupa o gaveto da Praça D. Francisco Gomes e das Ruas da Misericórdia e João Dias. Com a reforma promovida pelo rei D. Manuel I, em 1499, o centro urbano deslocou-se das Alcaçarias para o litoral. De entre os novos equipamentos, assistiu-se à construção de um açougue, da alfândega, de um hospital e da Ermida do Espírito Santo, hoje Igreja da Misericórdia. Esta foi totalmente reconstruída pelo Bispo D. Afonso de Castelo-Branco (1581-1585), destacando-se a sua planta de cruz grega, característica ímpar na região algarvia. No interior encontram-se vários retábulos de grande qualidade: o da capela-mor, maneirista, e os colaterais, barrocos, ligados entre si pela talha do arco triunfal. O Bispo D. Francisco Gomes do Avelar, na qualidade de Provedor daquela Irmandade, mandou o arquitecto genovês Francisco Xavier Fabri reformular a fachada e reconstruir o antigo hospital quinhentista, cujas arcadas são bastante interessantes." Francisco I. C. Lameira: " Faro. Edificações Notáveis".

Imagens

Bibliografia

Título

Faro. Edificações Notáveis

Local

Faro

Data

1995

Autor(es)

LAMEIRA, Francisco

Título

A Arquitectura do Ciclo Filipino

Local

Vila Nova de Gaia

Data

2009

Autor(es)

SOROMENHO, Miguel

Título

Retábulos das Misericórdias Portuguesas

Local

Faro

Data

2009

Autor(es)

LAMEIRA, Francisco