Saltar para o conteúdo principal da página

Quinta dos Azulejos, na parte em que existem espécies cerâmicas do século XVIII - detalhe

Designação

Designação

Quinta dos Azulejos, na parte em que existem espécies cerâmicas do século XVIII

Outras Designações / Pesquisas

Quinta dos Embrechados / Colégio Manuel Bernardes / Casa da Quinta dos Azulejos / Casa da Quinta dos Embrechados / Casa da Quinta do Droguista / Colégio Manuel Bernardes (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt) / Jardins da Quinta dos Azulejos / Jardins da Quinta dos Embrechados (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Quinta

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / Lumiar

Endereço / Local

Estrada do Paço do Lumiar
Lisboa

Número de Polícia: 44

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 44 675, DG, I Série, n.º 258, de 9-11-1962

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Edificada, provavelmente, no início do séc.XVII e reconstruída no século seguinte, é um das quintas que integra o património paisagístico do Paço do Lumiar.
A singeleza da sua arquitectura, nomeadamente da sua fachada principal, não deixa antever a riqueza do seu acervo em azulejaria da primeira metade do século XVIII, da Real Fábrica do Rato, com cenas de caçadas, de festas, de motivos religiosos e cenas de interior e de galanteio, apontamentos que podemos observar nas galerias e espaldares dos bancos (com os centros figurativos pintados a manganês e inspirados em obras de Watteau), nos alegretes, molduras, colunas, medalhões capiteis, pérgula - apresentando composições ornamentais e medalhões com busto -, existentes no jardim desta antiga quinta de recreio, que encerra um importante repositório de azulejaria. SML

Imagens