Saltar para o conteúdo principal da página

Painel turístico em azulejo da extinta companhia aérea Pan Am - detalhe

Designação

Designação

Painel turístico em azulejo da extinta companhia aérea Pan Am

Outras Designações / Pesquisas

-

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Leiria / Batalha / Reguengo do Fetal

Endereço / Local

- encosta nascente de Reguengo do Fetal, junto ao traçado da EN 356 Batalha-Fátima
-

Proteção

Situação Actual

Em Vias de Classificação

Categoria de Protecção

Em Vias de Classificação (com Despacho de Abertura)

Cronologia

Anúncio n.º 121/2017, DR, 2.ª série, n.º 134, de 13-07-2017 (ver Anúncio)
Despacho de abertura de 30-01-2017 da diretora-geral da DGPC
Parecer favorável de 23-01-2017 do Museu Nacional do Azulejo
Proposta de 10-05-2015 da DRC do Centro para a abertura de procedimento de classificação de âmbito nacional
Pedido de parecer de 2-02-2016 da CM da Batalha sobre a eventual classificação como de IM, após deliberação de 2-01-2016

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
Localizado numa encosta junto à EN 365, que liga Batalha a Fátima, o Painel turístico em azulejo da extinta companhia aérea Pan Am é uma composição de cerca de 4000 azulejos agregados a uma estrutura de cimento de 92 metros quadrados.
De forma retangular, sob um fundo de cor azul-céu, o painel publicitário da antiga companhia aérea norte-america exibe, ao centro, o lettering com as palavras PAN AM, em azul escuro, ladeadas por duas reproduções do símbolo da empresa, um globo terrestre branco com a marcação das linhas de latitude em contraste com o Meridiano de Greenwich, ao centro. Sob esta composição foi escrita, a azul escuro, a frase "TORNA A SUA VIAGEM MARAVILHOSA".
História
O Painel turístico em azulejo da extinta companhia aérea Pan Am foi produzido na fábrica de azulejos Aleluia Cerâmica, de Aveiro, em meados do século XX.
Esta tipologia de azulejos de carácter publicitário foi muito comum em Portugal a partir de meio da centúria de Oitocentos. O azulejo, material acessível, resistente e que não exigia grande manutenção, tornou-se o veículo privilegiado para publicitar o crescente número de estabelecimentos comerciais que surgiram nas cidades e vilas portuguesas depois dessa época, sendo aplicados sobretudo em revestimentos das fachadas dos edifícios onde se situavam as lojas (Amorim: 2003, 783).
Já no século XX surgiram os anúncios em azulejos, "painéis que publicitam marcas de produtos à venda no mercado", que "não revelam quaisquer preocupações de integração na arquitectura" (Ibidem, 795). Estes reclames eram, por norma, de grandes dimensões, colocando-se à beira de estradas ou em pontos elevados, recorrendo a "composições simples, com cores fortes e um letrismo de fácil leitura" para captar a atenção do transeunte (Ibidem, 799).
O painel da Pan Am da Batalha integra esta tipologia azulejar, tendo sido produzido pela Aleluia Cerâmicas, fábrica sediada em Aveiro. Existe, ainda, em Oliveirinha, uma freguesia do concelho de Aveiro, um outro exemplar com as mesmas características, produzido na mesma época pela mesma unidade fabril.
O Painel turístico em azulejo da extinta companhia aérea Pan Am está em vias de classificação desde 2017, por ser considerado "um dos mais importantes testemunhos subsistentes da utilização de azulejos portugueses para fins publicitários" (Proposta de classificação, 2017).
Catarina Oliveira
DGPC, 2017

Imagens

Bibliografia

Título

Contributos para o estudo do azulejo publicitário. Revista da Faculdade de Letras, I série, vol. 2, pp. 783-801

Local

Porto

Data

2003

Autor(es)

AMORIM, Sara Araújo de