Saltar para o conteúdo principal da página

Seminário Maior de Coimbra, incluindo os três edifícios, os jardins e os muros envolventes - detalhe

Designação

Designação

Seminário Maior de Coimbra, incluindo os três edifícios, os jardins e os muros envolventes

Outras Designações / Pesquisas

Seminário Maior / Seminário de Jesus, Maria, José (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Coimbra / Coimbra / Coimbra (Sé Nova, Santa Cruz, Almedina e São Bartolomeu)

Endereço / Local

Rua Vandelli
Coimbra

Proteção

Situação Actual

Em Vias de Classificação

Categoria de Protecção

Em Vias de Classificação (com Despacho de Abertura)

Cronologia

(Aguarda publicação de decreto de classificação)
Relatório final do procedimento aprovado por despacho de 1-08-2019 da diretora-geral da DGPC
Anúncio n.º 39/2019, DR, 2.ª série, n.º 54, de 18-03-2019 (ver Anúncio)
Despacho, por delegação, de concordância de 1-02-2019 do subdiretor-geral da DGPC
Parecer favorável de 16-01-2019 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 16-05-2018 da DRC do Centro para a classificação como MN
Em 5-04-2018 a CM de Coimbra informou que em reunião de 19-03-2018 foi aprovada por unanimidade a proposta
Em 26-01-2018 a DRC do Centro solicitou à CM de Coimbra o envio de parecer sobre proposta de classificação como MN
Anúncio n.º 233/2015, DR, 2.ª série, n.º 196, de 7-10-2015 (ver Anúncio)
Despacho de abertura de 4-09-2015 do diretor-geral da DGPC
Proposta de 31-08-2015 da DRC do Centro para abertura de procedimento de classificação

ZEP

Despacho, por delegação, de concordância de 1-02-2019 do subdiretor-geral da DGPC
Parecer de 16-01-2019 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura a propor a reanálise das restrições e que a ZEP fosse fixada após a publicalão da classificação, nos termos da legislação em vigor

Proposta de 16-05-2018 da DRC do Centro
Em 5-04-2018 a CM de Coimbra informou que em reunião de 19-03-2018 foi aprovada por unanimidade a proposta
Em 26-01-2018 a DRC do Centro solicitou à CM de Coimbra o envio de parecer sobre proposta de ZEP a fixar

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
Situado na Rua Vandelli, em Coimbra, nas imediações do Hospital Militar e do Jardim-Escola João de Deus, o Seminário Maior da Sagrada Família é composto por um imponente conjunto que integra três edifícios independentes, a Casa Velha, ou edifício principal, construída entre 1748 e 1765, a Casa Nova, edificada em 1873, e a Casa Novíssima, erigida no ano de 1880. O complexo é precedido por jardim com fonte circular edificada frente à fachada principal, com curiosos passadiços de pedra que permitem passagem sobre a estrutura hidráulica. O recinto encontra-se envolvido por cerca, fechada por pórtico de cantaria com portão de ferro encimado pelas armas episcopais do Bispo Conde D. Manuel Correia Bastos Pina.
O edifício principal apresenta planta retangular composta por quatro corpos divididos em três pisos, que se dispõem em torno de um claustro interior. A fachada principal, de gosto barroco, apresenta modelo regular dividido em três panos pontuados pela abertura simétrica de janelas e pela disposição de dois torreões, com relógios na base, a meio dos corpos laterais. O volume central, que corresponde à entrada da igreja do seminário, é rasgado por portal rusticado com colunas, encimado por balcão de pedra e janela de sacada, sobre a qual se dispõe o brasão do bispo fundador, D. Miguel da Anunciação. O claustro interior é decorado com pinturas a fresco.
A igreja apresenta uma interessante planta octogonal, coberta por cúpula pintada com cenas da Assunção da Virgem. Sobre a entrada foi edificado o coro-alto, que alberga o órgão de tubos, e nas paredes laterais foram abertos nichos onde se expõe as imagens, em madeira, dos Quatro Doutores da Igreja (santos Agostinho, Ambrósio, Gregório e Jerónimo). A capela-mor, quadrada, apresenta quatro nichos com relíquias, exibindo duas tribunas de madeira. O teto deste espaço é pintado com a representação do Espírito Santo e dos Quatro Evangelistas.
Os dois edifícios construídos no século XIX erguem-se longitudinalmente em planta retangular, que embora sejam independentes se implantam de forma simétrica no terreiro que antecede o edifício principal, em cada um dos lados deste.
HistóriaO Seminário Maior de Coimbra foi mandado edificar em 1748 pelo Bispo Conde D. Miguel da Anunciação. O projeto foi desenhado por Frei João da Soledad, sendo a direção da obra entregue nessa data a Francesco Tamossi e, depois da morte deste em 1755, a Giacomo Azzolini. Nas obras da igreja participaram o pintor Pascoal Parente, que em 1760 pintou a cúpula, e o escultor Januário Vassalo, tendo o órgão de tubos sido executado por João Fontanes de Maqueixa.
O edifício principal estava terminado em 1758, data em que recebeu os primeiros alunos, tendo funcionado no século XIX como residência universitária. Entre 1873 e 1880 construíram-se a Casa Nova e a Casa Novíssima, respetivamente, sendo também nesta centúria que o jardim de buxo com a sua fonte circular rebaixada foi executado.
Catarina Oliveira
DGPC, 2016

Imagens

Bibliografia

Título

Coimbra e Região

Local

Lisboa

Data

1987

Autor(es)

BORGES, Nelson Correia