Saltar para o conteúdo principal da página

Ponte de Parada ou Ponte do Bôco - detalhe

Designação

Designação

Ponte de Parada ou Ponte do Bôco

Outras Designações / Pesquisas

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Braga / Viera do Minho; Amares / Parada de Bouro; Bouro (Santa Maria)

Endereço / Local

- -
Dornas

- -
Aldeia

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 163/2016, DR, 2.ª série, n.º 105, de 1-06-2016 (ver Portaria)
Relatório final do procedimento aprovado por despacho de 1-03-2016 da diretora-geral da DGPC
Anúncio n.º 246/2015, DR, 2.ª série, n.º 212, de 29-10-2015 (ver Anúncio)
Despacho de concordância de 11-09-2015 do diretor-geral da DGPC
Parecer favorável de 9-09-2015 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 10-04-2015 da DRC do Norte para a classificação como MIP
Anúncio n.º 248/2014, DR, 2.ª série, n.º 199, de 15-10-2014 (ver Anúncio)
Despacho de 26-06-2014 do diretor-geral da DGPC a determinar a abertura do procedimento da classificação
Proposta de 2-6-2014 da DRC do Norte para a abertura de procedimento de classificação de âmbito nacional
Requerimento de classificação de 3-03-2014 de particular

ZEP

Despacho de concordância 11-09-2015 do diretor-geral da DGPC
Parecer de 9-09-2015 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura a propor que seja estudada rapidamente uma ZEP

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Ponte de betão armado com 33 metros de vão, construída ente 1908 - 1909 pela empresa Moreira de Sá & Malevez. O arquitecto foi Sebastião Lopes. Esta empresa era a cocessionária ( ou agente) do Sistema Hennnebique. A empresa publicava uma revista mensal "Le Béton Armé - Organe des Concessionaires et Agents du Systeme Hennebique". A Ponte de Parada ou do Boco aparece nela referenciada no nº 125 de Outubro de 1908 e no nº 143 de Abril de 1910. Foi encomenda do Governo de Portugal conforme se verifica no "Fonds de Bétons armés Hennebique (BAH): bureau technique central pays:Portugal" que se encontra nos"Archives de l'Institute Français d' rchitecture" ( http://archiwebture.citechaillot.fr/fonds/FRAPN02_BAH) Biografia do Engº Bernardo Joaquim Moreira de Sá ( 1879-1919): Nasceu no Porto, filho do musicólogo Bernardo Moreira de Sá, Estudou na Escola de Engenharia do Palais du Midi em Bruxelas. Conclui o curso com distinção aos 18 anos tendo sido premiado pela escola com uma bolsa de estudo em 1897.Esteve na Exposição Universal de Paris de 1900, como expositor. Com a sua firma fez parte de obras de betão como Habitações, edifícios públicos, construções industriais, pontes, entre outras tipologias.

Imagens