Saltar para o conteúdo principal da página

Edifício na Avenida da República, 14 - detalhe

Designação

Designação

Edifício na Avenida da República, 14

Outras Designações / Pesquisas

-

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Edifício

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Faro / Olhão / Olhão

Endereço / Local

Avenida da República
Olhão

Número de Polícia: 14

Proteção

Situação Actual

Procedimento caducado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Procedimento caducado nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, N.º 206 de 23-10-2009 (ver Diploma)
Despacho de abertura de 13-05-1999
Despacho de concordância de 17-12-1998, determinando a autonomização das propostas em processos individuais
Proposta de 4-12-1998 da DR de Faro para abertura de processos de classificação de vários imóveis
Proposta (1998?) de vários cidadãos para a classificação do Núcleo Histórico de Olhão

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O Edifício n.º 14 da Av. da República foi mandado construir, no séc. XIX , por um cidadão olhanense de origem espanhola, Pantoja Soares. Posteriormente nele se instalou a Sociedade Recreativa Olhanense (Recreativa Rica), a primeira das agremiações desse tipo que se criaram em Olhão. Dela são particularmente recordados: o sistema de admissão, por bola branca e bola negra, implicando o aparecimento de uma única bola negra a não admissão do candidato, o que tornava o acesso de novos elementos um processo difícil e de marcado elitismo social; e as suas festas de Carnaval eram de grande animação.
Estamos perante um edifício de planta rectangular de um só piso, com soco em pedra. A frontaria é encimada de platibanda com balaustrada e delimitada por cunhais de cantaria. A cobertura é diferenciada com telhados de duas águas. Junto à porta é visível um lápide com a seguinte inscrição: Nesta casa nasceu a 6 de Março de 1893 / O Dr. Luiz Bernardino da Silva, dedicado e ilustre Olhanense.
A fachada principal é rasgada por oito vãos de janela de peitoril emoldurados por cantarias de arcos ogivais apontados e uma porta também emoldurada de cantaria igualmente de arcos apontados e com ombreiras ladeadas na parte inferior com um painel de cantaria, com ornatos em espiral.
Natércia Magalhães (DRF-1999)

Imagens