Saltar para o conteúdo principal da página

Casa Lumena - detalhe

Designação

Designação

Casa Lumena

Outras Designações / Pesquisas

Casa dos Arouca / Casa dos Arouca / Casa Lumena(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Casa

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Faro / Faro / Faro (Sé e São Pedro)

Endereço / Local

Praça Alexandre Herculano
Faro

Número de Polícia: 27

Rua Brites de Almeida
Faro

Número de Polícia: 5-7

Proteção

Situação Actual

Procedimento caducado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Procedimento caducado nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, N.º 206 de 23-10-2009 (ver Diploma)
Enviada cópia do processo pelo Ministério da Cultura à CM de Faro, em 11-05-2010, a fim de ponderar a conclusão do procedimento
Despacho de homologação de 21-04-1999 da Secretária de Estado da Cultura
Parecer de 29-07-1998 do Conselho Consultivo do IPPAR a propor a classificação como VC
Despacho de abertura de 16-01-1996 do vice-presidente do IPPAR
Proposta de abertura de 10-01-1996 da DR de Faro
Proposta de classificação de 28-11-1995 de particular

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

"Situada na Praça Alexandre Herculano, a denominada Casa Lumena foi mandada construir nos meados do sec. XIX por uma família da nobreza local, adepta dos novos valores do regime liberal. Posteriormente, nela viveu e faleceu o conhecido poeta algarvio Bernardo de Passos, distinto republicano, defensor da emancipação da mulher e da alfabetização das classes humildes e desprotegidas. No piso térreo esteve instalado durante mais de vinte anos o semanário regional «Correio do Sul», do qual o poeta Bernardo de Passos foi também o primeiro Director. (...). Trata-se de um edifício constituído por dois pisos, de cuja harmoniosa composição simétrica destacamos as cinco janelas de sacada, que compõem o andar superior e lhe atribuem a homogeneidade peculiar das chamadas «casas nobres» do oitocentismo português. Chamamos, igualmente, a atenção, para a platibanda de grandes dimensões, que embora desprovida de elementos artístico-decorativos lhe confere uma notável sobriedade arquitectónica. (...)." "José Carlos Vilhena Mesquita"

Imagens