Saltar para o conteúdo principal da página

Casa e Quinta do Ribeiro - detalhe

Designação

Designação

Casa e Quinta do Ribeiro

Outras Designações / Pesquisas

Casa e Quinta do Ribeiro (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Solar

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Braga / Guimarães / Selho (São Cristóvão)

Endereço / Local

- -
Selho

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 176/2016, DR, 2.ª série, n.º 113, de 15-06-2016 (ver Portaria
Relatório final do procedimento aprovado por despacho de 14-03-2016 da diretora-geral da DGPC
Anúncio n.º 257/2015, DR, 2.ª série, n.º 217, de 5-11-2015 (ver Anúncio)
Despacho de concordância de 8-10-2015 do diretor-geral da DGPC
Parecer favorável de 7-10-2015 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 26-06-2014 da DRC do Norte para a classificação como MIP
Anúncio n.º 176/2013, DR, 2.ª série, n.º 93, de 15-05-2013 (ver Anúncio)
Despacho n.º 5515/2013, de 1-03-2013 do Secretário de Estado da Cultura, DR, 2.ª série, n.º 81, de 26-04-2013 (aprova a abertura de novo procedimento de classificação) (ver Despacho)
Parecer favorável de 26-02-2013 da diretora-geral da DGPC
Proposta de 21-02-2013 da DRC do Norte para abertura de novo procedimento de classificação (Casa e Quinta do Ribeiro)
Procedimento caducado nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, N.º 206 de 23-10-2009 (ver Diploma) , alterado pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado até 31-12-2012 pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Despacho de abertura de 15-05-1996 do presidente do IPPAR (Casa do Ribeiro, incluindo quinta e mata)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A Casa, Quinta e Mata do Ribeiro encontra-se envolvida por uma região montanhosa e enquadrada pelo rio Selho. Está delimitada por um muro de vedação que integra o portão armoriado e a capela.
O Solar é constituído por um corpo central, mais antigo, que integra a torre e pelos dois corpos laterais que são fechados pelo portão armoriado. O acesso ao corpo principal é feito por uma escadaria de lanços opostos que conduz ao andar nobre. As áreas do primeiro piso correspondem a áreas de serviço; na central encontra-se a adega; na ala direita existiam as antigas cavalariças, anexas às quais se podiam encontrar duas alcovas onde se instalava o padre quando vinha celebrar missa na capela e na ala esquerda encontram-se as arrecadações. A fachada posterior apresenta uma escadaria em granito que dá acesso ao jardim, com gradeamento de ferro. A fachada voltada para a capela apresenta um alpendre. No interior as divisões exibem pavimentos de madeira e tectos também de madeira em masseira, pintados, sendo de destacar o mobiliário e peças decorativas de grande qualidade.
A capela é de planta octogonal. Entre a casa e a capela existe um patamar que imita uma varanda, a qual faz a ligação entre a casa e o coro da capela. Esta possui um sino, sendo o acesso a este feito através de um lanço de escadas adjacente à capela e ladeado por uma guarda rematada por uma voluta. No interior o tecto e a parte inferior do coro são revestidos de madeira polícroma e talha dourada.
O jardim que confina com a casa é separado de outras áreas, como o pomar e a horta, através de um muro de vedação. Os canteiros de sebe de buxo exibem um estilo formal erudito, onde é bem patente o movimento conferido pelas curvas e contracurvas das sebes que delimitam os canteiros. O pavimento dos percursos é de cascalho. Existe ainda, ao fundo do jardim, um grande tanque, que também apresenta um formalismo marcadamente barroco com movimentos circulares. Encontra-se rematado por elementos trabalhados em cantaria de granito. Na sua área central incluem-se três nichos atribuídos às três virtudes: Fé, Esperança e Caridade. Nos outros dois nichos laterais inserem-se imagens de Nossa Senhora do Carmo e de São José. No centro três bicas: um leão e dois golfinhos.
A sua utilização actual é residencial e turística, e todo o conjunto se converteu numa unidade de Turismo de Habitação.

Imagens