Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja e Convento de Arnóia - detalhe

Designação

Designação

Igreja e Convento de Arnóia

Outras Designações / Pesquisas

Mosteiro de São Bento de Arnóia / Mosteiro de São João de Arnóia (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Convento

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Braga / Celorico de Basto / Arnóia

Endereço / Local

-

Proteção

Situação Actual

Em Vias de Classificação

Categoria de Protecção

Em Vias de Classificação (com Despacho de Abertura)

Cronologia

Despacho de 28-10-2014 do diretor-geral da DGPC, sob proposta dos serviços, a devolver o processo à DRC do Norte para reanálise
Nova proposta de 12-09-2014 da DRC do Norte
Proposta de 29-08-2013 da DRCNorte para a classificação como MIP
Anúncio n.º 18520/2011, DR, 2.ª série, n.º 238, de 14-12-2011 (ver Anúncio)
Despacho de 27-05-2011 do director do IGESPAR, I.P. a determinar o arquivamento do procedimento em curso e a abertura de novo procedimento relativo à Igreja e Convento de Arnóia
Proposta de 9-05-2011 da DRCNorte para a classificação da Igreja e alas conventuais
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30 de Dezembro (ver Despacho)
Despacho de abertura de 31-08-1993 do vice-presidente do IPPAR
Proposta de 30-08-1993 da DRPorto para a abertura do processo de classificação do Convento de Arnóia, incluindo a igreja, o cruzeiro, a fonte-oratório, os moinhos, a casa da tulha e anexos agrícolas
Proposta de classificação de 29-07-1993 da CM de Celorico de Basto

ZEP

Despacho de 28-10-2014 do diretor-geral da DGPC, sob proposta dos serviços, a devolver o processo à DRC do Norte para reanálise
Nova proposta de 12-09-2014 da DRC do Norte
Devolvido à DRCNorte por despacho de 3-03-2014 do diretor-geral da DGPC, para reanálise
Nova proposta de 30-10-2014 da DRCNorte
Devolvido à DRCNorte por despacho de 3-10-2013 da diretora-geral da DGPC para promover a consulrta da autarquia
Proposta de 29-08-2013 da DRCNorte
Anúncio n.º 18520/2011, DR, 2.ª série, n.º 238, de 14-12-2011 (fixou a ZEPP) (ver Anúncio)
Despacho de 27-05-2011 do diretor do IGESPAR, I.P. a determinar a fixação da ZEP provisória
Proposta de 9-05-2011 da DRCNorte para a fixação de uma ZEP provisória

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Muitas dúvidas persistem acerca da origem do mosteiro beneditino edificado em Arnóia na Idade Média, nomeadamente no que se relaciona com o seu fundador. Se alguns autores atribuem a sua fundação a D. Arnaldo Baião, nos anos finais do século X, outros defendem que Múnio Muniz, alcaide do castelo de Arnóia sepultado em 1034 no interior do cenóbio, foi quem o mandou edificar.
Da edificação medieval pouco resta, uma vez que o mosteiro foi reedificado nos finais século XVII, numa campanha de obras que se prolongou pela centúria seguinte. Nas Memórias Ressuscitadas de Entre-Douro-e-Minho, escritas por Craesbeeck em 1726, refere-se a igreja do mosteiro como sendo uma das mais antigas de região de Basto, ressalvando o facto de ter tido, então, obras recentes.
O mosteiro é composto pela igreja de planta longitudinal, à qual se adossam lateralmente as dependências monacais. De nave única, o templo apresenta uma fachada de aparelho de granito, com portal principal de moldura simples, em arco rebaixado, encimado por um nicho com a imagem de São João Baptista. Sobre esta, duas janelas rectangulares, também de moldura em arco rebaixado. O conjunto é rematado por frontão triangular com dois fogaréus laterais e uma cruz no topo. Do lado esquerdo foi edificada a torre sineira fechada por remate piramidal. No interior, destacam-se o magnífico cadeiral de talha, o tímpano esculpido com um Agnus Dei, proveniente da escola de Rates, e uma representação de São Miguel atacando a serpente.
Destacando-se pelas fachadas pintadas de branco, que lhes conferem um certo ar palaciano, as dependências monacais organizam-se em torno de um pátio, dividindo-se em dois registos, pontuados pela abertura de portas e grandes janelas de sacada. O claustro divide-se em dois registos, sendo o primeiro composto por arcada assente sobre colunas toscanas e o segundo, fechado, rasgado por janelas de sacada com guardas de ferro. Ao centro da quadra foi edificado um chafariz assente sobre três degraus, com tanque recortado e duas taças circulares, suportadas por coluna e rematadas por pináculo.
Depois da extinção das ordens religiosas, o mosteiro foi entregue à paróquia de Arnóia. Em 1867, o rei D. Luís aprovou os estatutos da Santa Casa da Misericórdia de São Bento de Arnóia, que no ano seguinte foi oficialmente fundada, instalando-se no antigo cenóbio. Parte da ala conventual foi ocupada pelo novo Hospital Civil de São Bento de Arnóia.
No primeiro quartel do século XX o hospital atravessou dificuldades financeiras, e em 1918 encerrou as portas, reabrindo no ano de 1930 depois de um grande esforço da população de dos provedores da Misericórdia para angariarem fundos para a instituição. Em 1982 as instalações hospitalares foram deslocadas para o novo centro de saúde de Celorico de Basto, sendo esta zona das dependências monacais devolvida à Misericórdia. Posteriormente a Santa Casa fundou, no espaço do mosteiro, um lar de terceira idade e um jardim infantil, que se mantêm até hoje.
Catarina Oliveira
DIDA/ IGESPAR, I.P./ Julho de 2011

Bibliografia

Título

O Minho Pitoresco

Local

Lisboa

Data

1887

Autor(es)

VIEIRA, José Augusto

Título

História da Arte em Portugal, vol. 3 (o Românico)

Local

Lisboa

Data

1986

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de

Título

Guia de Portugal, v.4, t. II : Entre Douro e Minho, Minho

Local

Lisboa

Data

1996

Autor(es)

DIONÍSIO, Sant'Ana

Título

Memórias ressuscitadas da Província de Entre-Douro-e-Minho

Local

-

Data

1726

Autor(es)

CRAESBEECK, Francisco Xavier da Serra

Título

Monasterio Sancti Ioanis de Arnoia (policopiado)

Local

Celorico de Basto

Data

1998

Autor(es)

Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de São Bento de Arnóia