Saltar para o conteúdo principal da página

Edifício da Câmara Municipal de Braga - detalhe

Designação

Designação

Edifício da Câmara Municipal de Braga

Outras Designações / Pesquisas

Câmara Municipal de Braga (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Câmara Municipal

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Braga / Braga / Braga (Maximinos, Sé e Cividade)

Endereço / Local

Praça do Município
Braga

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 5/2002, DR, I Série-B. n.º 42, de 19-02-2002 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O actual edifício da Câmara Municipal de Braga, que veio substituir o anterior, renascentista, foi construído entre os anos de 1753 e 1756, a expensas do Senado da cidade e por vontade expressa do Arcebispo D. José de Bragança, irmão legitimado do rei D. João V (SMITH, 1973, p. 506). O seu traçado foi concebido por André Soares, artista natural de Braga e principal nome do barroco minhoto, celebrizado pelos seus traços de arquitectura e talha. Responsável pela dinamização da construção civil e religiosa de Braga, durante os meados do século XVIII, Soares realizou, igualmente, uma notável intervenção urbanística na cidade (SERRÃO, 2003, p. 269).
Implantado no denominado Campo de Touros, o edifício da Câmara define, juntamente com o Paço do Arcebispo (igualmente concebido por Soares), o eixo central de uma praça, em que prevalece um forte sentido cenográfico.
A edificação deste imóvel encontra-se expressa nos livros de vereações, posturas, acórdãos, receitas e despesas da Câmara (SMITH, 1968), sendo a única obra de Soares, devidamente documentada, na cidade de Braga.
A fachada da Casa da Câmara aproxima-se de outras obras de Soares, como a da igreja de Santa Maria Madalena da Falperra ou a da Casa do Raio, pela importância conferida à secção central, onde sobressai a "porta-nicho-frontão" ladeada por fortes pilastras. Contudo, o tratamento destes elementos é diferenciado - mais linear e volumoso, embora mantenha o ritmo que caracteriza a obra daquele arquitecto.
O portal define-se através de duas volutas de grandes dimensões, que recriam um tema muito repetido por Serlio no Livro IV do seu tratado de arquitectura e que deveria ilustrar um fogão de sala (PEREIRA, 1995, vol. III, p. 74). Neste edifício, André Soares traça o caminho seguido na última década de actividade em que, das superfícies graníticas quase lisas, "resulta (...) um novo estilo, que é uma espécie de abstracção linear da outra, essencialmente plástica, em termos de planos superficiais e linhas de contorno, tornando ainda mais estimulante o poderoso desenho" (SMITH, 1973, p. 506). Se André Soares mantém, no contexto da arte portuguesa, uma posição entre o fim do barroco e o início do rococó, neste edifício a sua opção aproxima-se do primeiro, uma vez que a redução de elementos rocaille é significativa (PEREIRA, 1989, p. 457).
Em termos de planta, a opção é muito semelhante à da Casa do Raio, destacando-se, ao centro, a escadaria nobre com patamar. As restantes divisões desenvolvem-se lateralmente à escada. O patamar é iluminado por janelas, cuja colocação revela a importância do claro-escuro e dos contrastes sugeridos, o que traduz a preocupação com a manipulação da luz por parte do arquitecto (PEREIRA, 1989, p. 456).
(Rosário Carvalho)

Imagens

Bibliografia

Título

O Barroco

Local

Lisboa

Data

2003

Autor(es)

SERRÃO, Vítor

Título

O barroco do século XVIII, História da Arte Portuguesa, vol.3

Local

Lisboa

Data

1995

Autor(es)

PEREIRA, José Fernandes

Título

Três artistas de Braga (1735-1775), Bracara Augusta (Actas do Congresso a Arte em Portugal no século XVIII)

Local

Braga

Data

1973

Autor(es)

SMITH, Robert C.

Título

André Soares, arquitecto do Minho

Local

Lisboa

Data

1973

Autor(es)

SMITH, Robert C.

Título

A Casa da Câmara de Braga (1753-1756), Bracara Augusta

Local

Braga

Data

1968

Autor(es)

SMITH, Robert C.

Título

SOARES, André, Dicionário da Arte Barroca em Portugal

Local

Lisboa

Data

1989

Autor(es)

PEREIRA, José Fernandes

Título

História da Arte em Portugal, vol. 9

Local

Lisboa

Data

1986

Autor(es)

BORGES, Nelson Correia