Saltar para o conteúdo principal da página

Monte do Castelo - detalhe

Designação

Designação

Monte do Castelo

Outras Designações / Pesquisas

Calvos / Povoado do Monte do Castelo / Monte do Castelo (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Povoado Fortificado

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Braga / Vieira do Minho / Rossas

Endereço / Local

- -
Lugar de Calvos

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como SIP - Sítio de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 321/2013, DR, 2.ª série, n.º 106, de 3-06-2013 (com restrição da área de arqueologia) (ver Portaria)
Procedimento prorrogado até 30-06-2013 pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Anúncio n.º 13801/2012, DR, 2.ª série, n.º 248, de 24-12-2012 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 17-12-2012 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 20-12-2011 da DRC do Norte para a classificação como SIP
Procedimento prorrogado pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Despacho de abertura de 5-02-1998 do vice-presidente do IPPAR
Proposta de abertura de 29-01-1998 da DR do Porto

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Ostentando elementos arqueológicos ilustrativos de vários momentos de ocupação humana desde a mais Alta antiguidade, onde se encontram, "[...] por entre os seus frondosos bosques e nos cimos dos seus alcantilados montes de feição pré-cantábrica, muitos vestígios de vida castreja." (Guia de Portugal, p. 866), o território correspondente na actualidade ao município de Vieira do Minho encerra vários exemplares de diferentes tipologias arqueológicas, numa evidência da abundância dos recursos cinegéticos de que dispunha para sobrevivência e fixação das comunidades humanas que o percorreram ao longo dos tempos.
De entre os testemunhos da Idade do Ferro, constam, como já vimos (vide supra) alguns povoados de altura, a exemplo "Monte do Castelo", localizado no topo de um monte pedregoso sobranceiro a um profundo vale.
Embora ainda sejam visíveis vestígios do muralhado erguido durante a Idade do Ferro, à qual pertencem vários fragmentos cerâmicos recolhidos à superfície, remontam ao período de ocupação subsequente a maioria dos materiais encontrados até ao momento.
Com efeito, e numa comprovação da valência estratégica do seu posicionamento geográfico, o castro foi reutilizado já em período romano. Disso nos elucidam os fragmentos de mós encontrados, a par de materiais de construção romana, como tegulae - telhas rectangulares - e imbrex - telhas em forma de meia cana -, além de numismas e de uma cabeça de bronze, possivelmente executada ao tempo do Imperador Séptimo Severo, entre finais do século II e inícios do III d. C., e que deveria pertencer a um busto ou a uma estátua, possivelmente de um deus do panteão romano.
[AMartins]

Imagens

Bibliografia

Título

Vieira do Minho: noticia historica e descriptiva

Local

Vieira do Minho

Data

1923

Autor(es)

VIEIRA, J. C. Alves

Título

Guia de Portugal, v.4, t. II : Entre Douro e Minho, Minho

Local

Lisboa

Data

1996

Autor(es)

DIONÍSIO, Sant'Ana