Saltar para o conteúdo principal da página

Quinta da Macieira, incluindo a casa, passadiço, pátio, portão de entrada, capela e quintal murado - detalhe

Designação

Designação

Quinta da Macieira, incluindo a casa, passadiço, pátio, portão de entrada, capela e quintal murado

Outras Designações / Pesquisas

Quinta da Macieira em Casas Novas(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Conjunto

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Vila Real / Chaves / Redondelo

Endereço / Local

-- -
Casas Novas

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 443/2006, DR, II Série, n.º 49, de 9-03-2006 (ver Portaria)

ZEP

Parecer favorável de 9-02-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 16-09-2010 da DRCNorte para uma ZEP conjunta com a Quinta da Macieira

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A casa da Quinta da Macieira, mandada construir entre 1747 e 1759 por Manuel Alvares Calvão, é um dos vários imóveis da povoação de Redondelo que denuncia a sua importância em épocas mais remotas. O conjunto era maior do que é hoje, pois o passadiço que atravessa a rua ligava a casa principal a uma outra, de dimensões inferiores, depois desanexada da Quinta. Em todo o caso, a classificação engloba a casa, o passadiço, o pátio e o imponente portão de entrada, de linguagem barroca.
Para além da campanha de obras inicial registam-se acrescentos posteriores, um deles no século XIX e outro já em 1935, de cariz utilitário (cf. Processo de Classificação, IPPAR/DRP)
De planta rectangular com capela em ângulo recto, apresenta fachada principal depurada, com vãos de verga recta, mas antecedida por uma varanda que percorre todo o alçado ligando-se ao passadiço e interrompida ao centro por uma escada de um só lanço, com guardas de volutas. Esta fachada é prolongada pelo muro da Quinta, com portal de acesso ao pátio interior flanqueado por duas pilastras rematadas por pináculos muito elevados que acompanham a pedra de armas, ao centro e no eixo do portão. Para este pátio abre-se uma outra fachada com varanda suportada por pilares, testemunho das vivências da casa que tendem a prolongar-se para o exterior.
A capela, dedicada a Nossa Senhora da Piedade, é delimitada por pilastras nos cunhais, encimadas por pináculos, com frontão interrompido por cruz. O portal, com pilastras e duplo entablamento, termina num frontão de volutas interrompido pelo brasão de armas que se liga ao óculo superior, em losango.
(Rosário Carvalho)