Saltar para o conteúdo principal da página

Casa, jardim e quintal em Vila Praia de Âncora - detalhe

Designação

Designação

Casa, jardim e quintal em Vila Praia de Âncora

Outras Designações / Pesquisas

Casa da Rua 5 de Outubro, n.º 76 a 80(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Conjunto Urbano

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viana do Castelo / Caminha / Vila Praia de Âncora

Endereço / Local

Avenida 5 de Outubro
Vila Praia de Âncora

Número de Polícia: 76-80

Proteção

Situação Actual

Procedimento encerrado / arquivado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

-

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Vila piscatória, situada entre o Atlântico e o rio que lhe deu nome, Vila Praia de Âncora teve um grande período de desenvolvimento no século XIX, com a construção dos caminhos de ferro, tornando-se a partir de meados da centúria uma "apreciada estância balnear" (ALMEIDA, 1987, p. 152).
Foi precisamente nesta época, mais concretamente na década de 80 de Oitocentos, que se mandou edificar o palacete da Rua 5 de Outubro, um edifício de gosto ecléctico, com planta em L, circundado por jardim e muro com gradeamento.
O corpo principal corresponde às áreas habitacionais, enquanto o corpo lateral, mais pequeno, que primitivamente correspondia à zona das cocheiras, alberga desde cerca de 1960 as cozinhas e anexos.
As fachadas da casa são revestidas a azulejos, possivelmente provenientes da Fábrica das Devesas, de Vila Nova de Gaia, uma das mais operosas fábricas de cerâmica da época. O conjunto é coroado por uma balaustrada.
Dividida em dois pisos, a fachada principal, que abre para a Rua 5 de Outubro, possui no registo térreo o portal de entrada, e no superior várias janelas de sacada com guarda de ferro. Nas restantes fachadas, foram abertas diversas janelas com molduras de gosto revivalista, em arco quebrado, canopial e polilobado.
A casa é ainda conhecida por albergar, no seu jardim, uma árvore classificada de interesse público no ano de 1995, uma araucária de Norfolk plantada em 1886, por ser considerada um dos mais altos exemplares desta espécie em Portugal.
Catarina Oliveira
DIDA/IGESPAR,I.P./ 24 de Agosto de 2007

Bibliografia

Título

Alto Minho

Local

Lisboa

Data

1987

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de