Saltar para o conteúdo principal da página

Monumentos Megalíticos do Souto do Coval - detalhe

Designação

Designação

Monumentos Megalíticos do Souto do Coval

Outras Designações / Pesquisas

Monumentos Megalíticos do Souto do Coval (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Conjunto Megalítico

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Aveiro / Sever do Vouga / Couto de Esteves

Endereço / Local

-

Proteção

Situação Actual

Procedimento caducado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Procedimento caducado nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, N.º 206 de 23-10-2009 (ver Diploma) , alterado pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado até 31-12-2012 pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Despacho de abertura de 19-10-1998

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Presentemente "Em vias de classificação", os "Monumentos Megalíticos do Souto do Coval" erguem-se nas imediações da localidade de Couto de Esteves.
Edificados durante o Neo-calcolítico desta região do actual território português, estes sepulcros megalíticos apresentam proximidades morfológicas, como se esperaria de estruturas construídas no mesmo solo e ao longo da mesma baliza cronológica.
As investigações levadas a efeito no local permitiram identificar, como exemplar constituinte desta necrópole megalítica, a existência de um dólmen de reduzidas dimensões, com câmara sepulcral oblonga, ostentando in situ seis dos esteios que a comporiam inicialmente, e aparentemente destituído de corredor, embora ainda conserve a mamoa - ou tumulus - que protegeria todo o monumento após a sua construção, com aproximadamente dezassete metros e meio de diâmetro máximo.
Um segundo elemento integrante deste conjunto apresenta-se relativamente bem destacado na paisagem envolvente (pelo menos na actualidade), assim como uma vala na área da câmara funerária, decorrente da intrusão de alguém certamente em busca dos famosos "tesouros" que ocultaria e que durante tantos séculos povoaram o imaginário popular. E é este mesmo espaço que se encontra esvaziado de vestígios dos esteios que tê-lo-iam composto de início, embora remanesçam marcas acentuadas da mamoa - ou tumulus - constituída por material essencialmente lítico para protecção da totalidade do monumento no momento da sua conclusão, com um diâmetro máximo de cerca de onze metros.
As características brevemente enunciadas e, em especial, o dominador comum assumido pela aparente ausência de corredor de acesso às respectivas câmaras sepulcrais, permitirão inserir estes dois monumentos num dos três tipos morfológicos de sepulcros sob tumulus esquematizados para o megalitismo da Beira Alta: monumentos com câmaras simples sem corredor (JORGE, S. O., 1990, p. 134), denotando um poliformismo arquitectónico eventualmente decorrente "[...] de uma diferenciação social emergente no seio de comunidades ainda de raiz igualitária [...] um processo capital de evolução estrutural da sociedade." (Id., Idem, p. 135).
[AMartins]

Bibliografia

Título

A consolidação do sistema agro-pastoril, Nova História de Portugal

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

JORGE, Susana de Oliveira

Título

Acerca dos monumentos dólmenicos da bacia do Vouga, Actas do 23º Congresso Luso-Espanhol para o Progresso das Ciências

Local

Coimbra

Data

1957

Autor(es)

VIANA, Abel, CASTRO, Luís de Albuquerque e, CASTRO, Octávio Ferreira

Título

Campanha de escavação e consolidação da Mamoa 1 da Cerqueira, Serra de Arestal - Sever do Vouga, Arqueologia

Local

Porto

Data

1989

Autor(es)

BETTENCOURT, Ana Maria dos Santos

Título

Momentos megalíticos da Serra do Arestal (Sever do Vouga - Vale de Cambra). Inventário preliminar, Portugália

Local

Porto

Data

1990

Autor(es)

BETTENCOURT, Ana Maria dos Santos, REBELO, Teresa M. H.