Saltar para o conteúdo principal da página

Solar dos Botelhos - detalhe

Designação

Designação

Solar dos Botelhos

Outras Designações / Pesquisas

Casa dos Botelhos / Solar e cerca dos Botelhos (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Solar

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Guarda / Seia / Seia, São Romão e Lapa dos Dinheiros

Endereço / Local

Largo da Misericórdia
Seia

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 740-EP/2012, DR, 2.ª série, n.º 252 (suplemento), de 31-12-2012 (ver Portaria)
Edital de 25-02-2004 do IPPAR
Despacho de homologação de 29-05-2003 do Ministro da Cultura
Parecer favorável de 7-05-2003 do Conselho Consultivo di IPPAR
Proposta de 19-03-2003 da DR de Castelo Branco para reduzir a classificação ao Solar dos Botelhos, ficando a cerca a constituir a ZEP
Despacho de classificação de 3-04-1997 do Ministro da Cultura
Parecer de 4-02-1997 do Conselho Consultivo do IPPAR a propor a classificação como IIP do Solar e cerca dos Botelhos
Proposta de 6-01-1997 da DR de Coimbra para a classificação como IIP
Despacho de abertura de 2-08-1995 do presidente do IPPAR
Proposta de 20-07-1995 da DR de Coimbra para a abertura da instrução do processo de classificação
Proposta de 16-06-1995, da proprietária, para a classificação do Solar dos Botelhos

ZEP

Portaria n.º 740-EP/2012, DR, 2.ª série, n.º 252 (suplemento), de 31-12-2012 (sem restrições) (ver Portaria)
Edital de 25-02-2004 do IPPAR
Despacho de homologação de 29-05-2003 do Ministro da Cultura
Parecer favorável de 7-05-2003 do Conselho Consultivo di IPPAR
Proposta de 19-03-2003 da DR de Castelo Branco para reduzir a classificação ao Solar dos Botelhos, ficando a cerca a constituir a ZEP
Despacho de homologação de 23-10-2002 do Ministro da Cultura
Parecer favorável de 22-09-2002 do Conselho Consultivo do IPPAR
Proposta de 23-10-1997 da DR de Coimbra

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Edificado no último quartel do século XV, o Solar dos Botelhos "é um dos muito raros exemplares de casas urbanas tardo-medievais" do país (in Parecer do Conselho Consultivo do IPPAR), estando a sua estrutura e implantação urbanística originais praticamente intactas.
A casa organiza-se com dois corpos, uma ala residencial e uma torre, não ameada, , juntando a estrutura de gosto gótico ao programa decorativo manuelino. Sabe-se que no século XVI o solar pertenceu a André Botelho de Alarcão, capitão-mor de Seia.
A casa, de planta rectangular, adapta-se ao declive do terreno, dispondo-se do lado direito o corpo maior, de secção rectangular, cuja fachada possui um registo com uma porta e três janelas. À esquerda foi edificado o segundo corpo, a torre quadrangular, com dois registos, rasgados por janelas de moldura biselada.
Na fachada posterior foram abertas duas janelas de sacada, uma delas mainelada, e duas de peito, uma de moldura recta, outra de mainel. Entre estas duas foi colocada a pedra de armas dos Botelho, e uma janela em arco trilobado.
Catarina Oliveira
DIDA/IGESPAR,I.P/ Fevereiro de 2012

Imagens

Bibliografia

Título

Palácios e solares portuguezes (Col. Encyclopedia pela imagem)

Local

Porto

Data

1900

Autor(es)

SEQUEIRA, Gustavo de Matos

Título

Inventário Artístico Ilustrado de Portugal

Local

Lisboa

Data

1991

Autor(es)

AZEVEDO, José Correia de