Saltar para o conteúdo principal da página

Solar dos Mena Falcão - detalhe

Designação

Designação

Solar dos Mena Falcão

Outras Designações / Pesquisas

Casa Seixas / Solar Mena Falcão / Casa Seixas(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Solar

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Guarda / Pinhel / Pinhel

Endereço / Local

Largo Duarte Pacheco
Pinhel

Número de Polícia: 12-18

Proteção

Situação Actual

Em Vias de Classificação

Categoria de Protecção

Em Vias de Classificação (Homologado como IM -...

Cronologia

Despacho de homologação de 9-04-1997 do Ministro da Cultura

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
Localizado na praça central da localidade de Pinhel, o Solar Mena Falcão, também conhecido como Casa Seixas, é atualmente a sede da câmara municipal.
Este antigo edifício de habitação seiscentista obedece ao modelo de casa senhorial da época, no qual a planta se desenvolve em comprimento e a fachada progride através da repetição de janelas a espaços regulares. A tipologia chã da construção é acentuada pelas linhas sóbrias e depuradas, sem programa decorativo.
Com planta retangular dividida em dois registos, o solar apresenta fachada principal de pano único definida lateralmente por duas pilastras com capitéis recortados. O piso térreo possui seis portas de moldura retangular lisa. Ao centro da fachada, o portal principal é enquadrado por pilastras lisas com capitéis recortados.
O segundo registo, correspondente ao andar nobre da casa, possui oito janelas de sacada, também retangulares, com varandim e guarda de ferro forjado. Ao centro, sobre o portal principal, foi colocada uma pedra de armas com os escudos dos Falcões, dos Herédias, dos Menas, dos Figueiredos e o timbre dos Falcões.
A fachada lateral esquerda possui no piso térreo quatro portas de moldura retangular, e no registo superior o mesmo número de janelas de peito. A fachada lateral oposta está adossada ao prédio contíguo. A fachada posterior possui duas janelas no registo superior e, no extremo, um balcão ao qual se acede por porta de moldura retangular.
O interior do edifício encontra-se atualmente muito descaracterizado, devido à sua adaptação aos serviços administrativos municipais.
História
A história do solar da família Mena Falcão está inequivocamente ligada à história de Pinhel. Construída em meados do século XVII, a casa pertencia em 1693 a Manuel de Mena Falcão de Figueiredo, capitão-mor da vila, tendo servido de local de hospedagem a D. Catarina de Bragança, viúva de Carlos II de Inglaterra, no seu regresso a Portugal.
No ano de 1827 as tropas liberais em passagem pela região, comandadas pelo futuro Duque da Terceira, instalaram o seu quartel-general neste edifício. Algumas décadas mais tarde, em 1880 a casa foi posta à venda em hasta pública, sendo adquirida sete anos depois por Alexandre Metello de Nápoles e Lemos.
No século XX o solar acabaria por ser dividido e adaptado a três residências autónomas. No ano de 2002 o Solar dos Mena Falcão foi comprado pela Câmara Municipal de Pinhel para ser reabilitado e transformado em sede do município, função que ocupa na atualidade.
Catarina Oliveira
DGPC, 2017

Bibliografia

Título

Guia de Portugal, Beira II - Beira Baixa e Beira Alta

Local

Lisboa

Data

1984

Autor(es)

DIONÍSIO, Sant'Ana

Título

Portugal antigo e moderno: diccionario geographico, estatistico, chorographico, heraldico, archeologico, historico, biographico e etymologico de todas as cidades, villas e freguezias de Portugal e de grande numero de aldeias...

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, FERREIRA, Pedro Augusto

Título

Solares e Casas Nobres do Concelho de Pinhel

Local

Lisboa

Data

1994

Autor(es)

NAPOLES, João Carlos Metello de, NAPOLES, Jorge Metello de