Saltar para o conteúdo principal da página

Casa da Quinta de Baixo ou Quinta de São José - detalhe

Designação

Designação

Casa da Quinta de Baixo ou Quinta de São José

Outras Designações / Pesquisas

Casa da Quinta de Baixo / Casa da Quinta de São José (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Casa

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Coimbra / Lousã / Lousã e Vilarinho

Endereço / Local

Rua Nova
Lousã

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

Edital n.º 05/2005 de 28-04-2005 da CM da Lousã, publicado em 19-05-2005

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
Erigida no centro histórico da Lousã, a chamada Casa da Quinta de Baixo está integrada na Quinta de São José, tendo sido edificada no início do século XX por José Dias Anastácio.
O edifício, uma imponente habitação de gosto neo-barroco, desenvolve-se em planta retangular irregular dividida em dois registos, apresentando num dos vértices um torreão com três pisos. A casa implanta-se no centro de uma propriedade murada, sendo precedida por um jardim de buxo, dividido em duas áreas ovais, no meio das quais se desenvolve o caminho de acesso que liga o portão, de ferro, à residência.
Na fachada principal ergue-se uma escadaria de um lanço e varandim, que corre todo o piso superior do frontispício. Este é rasgado pela porta de acesso ao interior, no extremo esquerdo, e por janelas de moldura de pedra com cornija, que imprimem equilíbrio ao conjunto.
Do lado esquerdo foi edificado o torreão, de planimetria quadrada com remate piramidal, cuja fachada é aberta, no segundo piso, por uma grande janela de sacada, assente sobre janelo e precedida por varandim de ferro, e por uma janela tripartida por colunelos, no andar superior.
As fachadas laterais são marcadas pela abertura regular de janelas no piso superior, e na fachada posterior, que se divide em três registos, ergue-se uma escada alpendrada, de acesso ao andar superior, que protege, no piso térreo, a entrada para a área da cozinha.
O interior preserva a divisão original dos espaços, mantendo algumas salas decoradas com painéis de azulejo.
Na zona traseira da casa, uma longa alameda rodeada por árvores dá acesso ao portão secundário da quinta, que se abre frente à Casa do Comendador Montenegro.
História
Em meados do século XIX a Quinta de São José, ou Quinta de Baixo, era propriedade do Comendador João Montenegro, que possuía também a herdade fronteira a esta, a Quinta de Cima, onde construiu a residência que ainda hoje é conhecida pela referência que faz ao seu nome.
No início do século XX os herdeiros do Comendador venderam as quintas a dois irmãos da Lousã, ficando a de Cima para Pedro Dias Anastácio e a de Baixo para José Dias Anastácio. Foi este quem, na mesma época, mandou edificar a casa que hoje se ergue no centro da quinta, que recria o gosto imponente e austero dos solares seiscentistas, apresentando um modelo corrente da arquitetura nacional da primeira metade da centúria que ficou conhecido como casa portuguesa.
Foi classificada como de interesse municipal em 2005.
Catarina Oliveira
DGPC, 2016
(com a colaboração da CM Lousã)

Imagens

Bibliografia

Título

Uma Viagem à Serra da Lousa

Local

Lousã

Data

1938

Autor(es)

SAMPAIO, A. P. Forjaz de

Título

Vila da Louza

Local

Lousã

Data

1938

Autor(es)

MEXIA, Fernando de Magalhães